Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Vândalos põem fogo em cemitério islâmico adjacente a Al-Aqsa

Soldados israelenses no cemitério de Bab al-Rahma, em Jerusalém ocupada, 10 de dezembro de 2017 [Mostafa Alkharouf/Agência Anadolu]

Nesta quarta-feira (22), vândalos não-identificados atearam fogo no cemitério Bab al-Rahma, no lado leste da Mesquita de Al-Aqsa, na Cidade Velha de Jerusalém ocupada.

As informações são do jornal al-Resalah.

O incidente coincide com invasões diárias de colonos extremistas no local, nas quais túmulos islâmicos foram profanados. Ativistas advertem o que cemitério é alvo constante de ataques coloniais desde 2017.

Além disso, escavações sob Al-Aqsa levaram ao colapso da parte sul do cemitério. Há alguns dias, um grande ladrilho do muro meridional caiu na sala de orações al-Qibli.

Especialistas alertam para planos secretos de Israel relacionados à expropriação da parte sul de Al-Aqsa, adjacente ao portão de al-Mughrabi, por onde colonos costumam entrar na mesquita.

A escavação israelense no local teve início em 2018; diversos ladrilhos históricos foram destruídos desde então, sobretudo em 2020.

Autoridades da ocupação impedem qualquer reforma na área desde 1967, quando Israel anexou ilegalmente Jerusalém Oriental.

LEIA: Colonos israelenses atacam idoso da Cisjordânia

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments