Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Hamas condena apelo de patriarca maronita para remover palestinos do Líbano

Cardeal Bechara Boutros al-Rai discursa a apoiadores na sede do Patriarcado Maronita, na aldeia de Bkerki, nordeste de Beirute, 27 de fevereiro de 2021 [Houssam Shbaro/Agência Anadolu]

O movimento de resistência Hamas condenou o patriarca maronita Bechara Boutros al-Rai por sugerir a expulsão dos refugiados palestinos do Líbano.

Jihad Taha, porta-voz do movimento no país levantino, reafirmou que os refugiados em solo libanês são “convidados” e “mantém-se comprometidos com o legítimo direito de retorno a suas terras”, na Palestina ocupada.

“Os refugiados palestinos no Líbano rejeitam qualquer tentativa de movê-los a um outro país senão sua terra, de onde foram expulsos por gangues sionistas”, declarou Taha.

“As declarações de al-Rai não refletem as fortes relações entre as lideranças nacionais, políticas e populares do Líbano e da Palestina”, acrescentou, ao exaltar esforços do público e de agentes políticos em repúdio aos avanços sionistas.

No sábado (18), o patriarca cristão sugeriu enviar os refugiados palestinos a um estado terceiro, capaz de absorver sua demanda. Conforme al-Rai, sua sugestão ocorre após todas as partes em campo terem “deserdado” o povo palestino.

LEIA: Líbano: sectarismo e xenofobia no país da diáspora!

Categorias
IsraelLíbanoNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments