Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Treinamento da polícia israelense é reduzido de sete meses a sete semanas

Yaakov Shabtai (à direita), comissário da Polícia de Israel, e Doron David Torgeman, comandante do Distrito de Jerusalém, perto do Portão de Damasco, acesso a Al-Aqsa, em Jerusalém ocupada, 29 de maio de 2022 [Ahmad Gharabli/AFP via Getty Images]

Yaakov Shabtai, comissário da Polícia de Israel, reduziu o período de treinamento para cadetes de sete meses a sete semanas, sob pretexto de falta de pessoal, reportou a agência de notícias Arab48.

A medida sucede dados recentes de um aumento nos pedidos de demissão, após 600 policiais deixarem o posto somente em 2021 — isto é, o dobro das exonerações do ano anterior.

Muitas razões foram citadas para o surto de demissões, incluindo baixa remuneração e excesso de horas, sem bônus ou hora-extra. Há também relatos de abuso de poder de comandantes, ao impor um enorme volume de trabalho sem folga equivalente.

A decisão de Shabtai, no entanto, significa que cadetes não terão um estudo aprofundado de ferramentas e táticas de segurança e pode incorrer em maior risco aos cidadãos.

Os cadetes deixarão de passar por treinos de simulação de cenários, como violência doméstica, furtos e incidentes graves. Em seu lugar, serão apresentadas aulas teóricas.

LEIA: Polícia israelense registra recorde de demissões em 2021

Segundo a rede israelense Ynet News, uma fonte próxima ao comissário comentou a medida: “A polícia assume riscos e compromete o profissionalismo de suas equipes. A situação ideal é que os agentes passem por reabilitação no Colégio Nacional da Polícia, onde teriam acesso a todas as ferramentas; somente depois, poderiam ir a campo”.

No entanto, acrescentou: “A decisão do inspetor-geral é correta por causa da realidade oriunda da escassez de pessoal. Embora não seja uma situação ideal, a realidade é árdua e demanda ser enfrentada com sabedoria”.

Há atualmente 32 mil policiais em atividade no território considerado Israel — isto é, ocupado durante a Nakba, mediante limpeza étnica, em 1948. A polícia israelense é ainda criticada por privar comunidades árabes do direito à segurança pública, além de reprimi-las violentamente.

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments