Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Oriente Médio contabiliza 43% das remessas de armas dos EUA, revela relatório

Soldados americanos durante 1° Feira de Defesa Internacional da Arábia Saudita, em Riad, 6 de março de 2022 [Fayez Nureldine/AFP via Getty Images]

A região do Oriente Médio é a segunda maior importadora de armas do mundo, contabilizando 32% das remessas, reiterou o relatório anual do Instituto Internacional para Pesquisa de Paz de Estocolmo (SIPRI).

Segundo dados compilados entre 2017 e 2021, quatro países árabes estão entre os dez maiores importadores de armas — Arábia Saudita, Egito, Catar e Emirados Árabes Unidos (EAU).

“O Oriente Médio importou 2.8% a mais entre 2017-2021 comparado a 2012-2016”, detalhou o relatório. “Isso sucedeu um aumento de 86% na importação de armas à região entre 2007-2011 e 2012-2016”.

“O Oriente Médio contabilizou 43% dos envios de armas dos Estados Unidos”, observou. “Essencial ao aumento nas exportações de armas dos Estados Unidos foi o aumento nas remessas de armamentos pesados à Arábia Saudita, equivalente a 106%”.

“A venda de armas à Arábia Saudita — segunda maior importadora do mundo — cresceu 27% entre 2012-2016 e 2017-2021. A venda de armas ao Catar aumentou 227%, propelindo o país de 22° maior importador a 6° maior importador do mundo”.

“Em contraponto, as importações de armas aos Emirados Árabes Unidos diminuíram 41% entre 2012-2016 e 2017-2021, levando o país de 3° a 9° maior importador do mundo”, acrescentou o documento. “Todos esses estados — junto do Kuwait — solicitaram remessas consideráveis de armamentos pesados para os próximos anos”.

A exportação de armas a Israel também registrou aumento: 19% entre 2012-2016 e 2017-2021.

ASSISTA: Os filhos do Iêmen: vítimas da guerra e da insegurança

Categorias
Arábia SauditaÁsia & AméricasCatarEmirados Árabes UnidosEstados UnidosIsraelNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments