Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel matou 70 civis palestinos este ano

Forças de segurança israelenses disparam gás lacrimogêneo contra palestinos na Cisjordânia, em 15 de abril de 2022 [Jaafar Ashtiyeh/AFP via Getty Images]

O Comitê Nacional Palestino para Recuperação dos Corpos de Mártires  informou na quinta-feira (2) que as forças de ocupação mataram 70 civis em seus territórios até agora em 2022. Segundo o director da organização, Mohammad Sbeihat, 13 eram menores de 18 anos e cinco mulheres.

O último registrado, Odeh Mohammad Odeh, de 17 anos, morreu após se baleado no peito por soldados israelenses perto do muro do apartheid na aldeia de al-Midya, a oeste de Ramallah, na Cisjordânia ocupada.

Segundo o Crescente Vermelho Palestino, Mohammad Odeh tornou-se o quarto palestino morto por tropas sionistas em 24 horas e o 63º este ano na região ocupada da Cisjordânia.

Jenin teve 21 vítimas, registrando  o maior número de civis palestinos mortos por balas, o último deles sendo Awad Kabaha.

A diretora regional da UNICEF para o Oriente Médio e Norte da África, Adele Khodr, afirmou que as crianças  da Cisjordânia mortas “constituem 13 vidas interrompidas antes do tempo, 13 sonhos que foram despedaçados”.

Em 2021, as forças de ocupação mataram 355 civis palestinos, dos quais 87 eram menores, 60 mulheres e 18 idosos.

LEIA: Apartheid de Israel na palestina é crime contra a humanidade

Categorias
IsraelNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestinaRegiãoUnesco
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments