Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Tunísia renomeia ginásio batizado em homenagem a cientista morto por Israel

Protesto pelo Dia da Terra Palestina na Avenida Habib Bourguiba em Túnis, capital da Tunísia, 31 de março de 2018 [Yassine Gaidi /Agência Anadolu]

O conselho municipal de Gremda, na província de Sfax, no sul da Tunísia, renomeou seu ginásio esportivo antes batizado em memória do engenheiro aeroespacial Mohamed al-Zawari, morto por Israel em dezembro de 2016.

Até então, a câmara não concedeu justificativa para a mudança.

Segundo o ativista local Helmy Sha’ari, a proposta para renomear o ginásio foi submetida por Nader Sahnoun, chefe do Comitê Municipal de Finanças; sete membros do conselho votaram favoravelmente à alteração.

Sha’ari insistiu que a decisão não representa o povo de Gremda e agradou somente Israel, em detrimento do povo palestino.

“O povo de Gremda os elegeu para melhorar as condições de vida, não para atacar um símbolo de resistência”, declarou Sha’ari. “Quando renunciarem deste conselho, peço que continuem a trabalhar pelos interesses da região; hoje, todavia, em nome da Palestina, desejo somente que a comissão eleitoral aceite sua exoneração antes que possam deferir este escândalo”.

Grupos da sociedade civil, entidades solidárias ao povo palestino e mesmo órgãos legais e judiciais analisam a possibilidade de reverter a medida perante uma corte administrativa.

A decisão do conselho municipal coincide com um evidente declínio no apoio ao povo palestino por partes da liderança política na Tunísia, além de rumores de que turistas israelenses voaram ao país norte-africano diretamente de Tel Aviv, para peregrinar à Sinagoga de el-Ghriba, na ilha de Djerba, entre 14 e 22 de maio.

LEIA: Ministro da Tunísia nega acusações de normalizar laços com Israel

Categorias
ÁfricaIsraelNotíciaOriente MédioTunísia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments