Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Catar e Alemanha assinam acordo de energia

O chanceler alemão Olaf Scholz (dir.) reage durante uma coletiva de imprensa conjunta com o emir do Catar, sheikh Tamim bin Hamad Al Thani, em 20 de maio de 2022 em Berlim [John MacDougall/AFP via Getty Images]

O Catar e a Alemanha assinaram um acordo de parceria energética na sexta-feira (20) com foco no comércio de hidrogênio e gás natural liquefeito.

O emir do Catar, sheikh Tamim Bin Hamad Al-Thani, e o ministro da Economia alemão, Robert Habeck, assinaram uma declaração de intenção de aprofundar a cooperação durante a visita oficial do emir a Berlim, anunciou o Ministério da Economia alemão em comunicado divulgado pela agência de notícias alemã DPA.

“A parceria energética ajudará a Alemanha a diversificar seu suprimento de gás importando gás natural liquefeito do Catar e, ao mesmo tempo, impulsionará a cooperação no campo do hidrogênio verde”, acrescentou o comunicado.

A parceria germano-catarense na área de energia visa promover “intercâmbio de alto nível” entre os dois governos sobre questões relacionadas à energia, construir pontes entre os dois países e reunir partes ativas dos setores público e privado.

A declaração do ministério alemão indicou que seriam realizadas reuniões regulares entre o Ministério de Energia do Catar e o Ministério Federal Alemão de Economia e Proteção Climática.

O comunicado também revelou que os dois países concordaram em formar dois grupos de trabalho. Um grupo se preocupará em fortalecer as relações comerciais na área de gás natural liquefeito e hidrogênio e estabelecer um fórum sobre infraestrutura e questões regulatórias.

LEIA: Catar projeta imagem em arranha-céu de repórter palestina morto em arranha-céu

O outro grupo de trabalho se concentrará em energia renovável, eficiência energética e gerenciamento de carga e trabalhará no desenvolvimento de recursos de energia renovável e questões relacionadas, como infraestrutura e mercados de eletricidade.

Na sexta-feira, o jornal alemão Handelsblatt citou o ministro das Relações Exteriores do Catar, sheikh Mohammed Bin Abdulrahman Al-Thani, afirmando que Doha espera começar a enviar gás natural liquefeito para a Alemanha em 2024.

Habeck viajou para o Catar em março passado, acompanhado por funcionários da empresa de eletricidade alemã RWE e da empresa de energia Uniper, para conversar sobre acordos de longo prazo para fornecer gás natural liquefeito.

Na manhã de sexta-feira, sheikh Tamim chegou a Berlim, a terceira etapa de uma turnê de trabalho europeia que começou na segunda-feira passada. Sua turnê começou visitando a Eslovênia e depois a Espanha, antes de se mudar para a Alemanha, e também incluirá Grã-Bretanha e França.

Categorias
AlemanhaCatarEuropa & RússiaNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments