Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Argélia e China assinam contrato para construir planta petroquímica

Logotipo da gigante de energia estatal argelina Sonatrach, em 2 de junho de 2015 [Eric Piermont/AFP via Getty Images]

A petrolífera estatal argelina Sonatrach anunciou, na quinta-feira (19), que assinou um contrato com uma fábrica chinesa para construir uma planta petroquímica no estado de Oran, no valor de US$ 542 milhões.

A Sonatrach confirmou em comunicado que a fábrica produziria éter metil terc-butílico, que é adicionado ao combustível para melhorar a sua qualidade e obter gasolina sem chumbo.

De acordo com o comunicado, o Banco Nacional da Argélia financiará 70 por cento do custo do projeto, com um período de implementação de 36 meses, de junho de 2022 a junho de 2025. A usina ficará localizada no porto petrolífero de Arzew, em Oran, oeste da Argélia.

O comunicado salientou que o projeto permitirá à Argélia poupar anualmente 170 milhões de dólares em valor de importação e excedentes de exportação através do Porto Petrolífero de Arzew, que é o maior do país.

As autoridades argelinas interromperam gradualmente o consumo de gasolina com chumbo em 2020 e generalizaram o uso de gasolina sem chumbo nos postos de gasolina de todo o país.

No final de janeiro, a Sonatrach anunciou a suspensão completa das importações de combustíveis do país pela primeira vez em anos.

LEIA: A queda para um mundo sem petróleo

Categorias
ÁfricaArgéliaÁsia & AméricasChinaNotícia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments