Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Irã alerta que normalizar laços com Israel exacerba ataques a palestinos

O presidente israelense Isaac Herzog se encontra com o sheikh Mohamed bin Zayed Al Nahyan dos Emirados Árabes Unidos em 4 de fevereiro de 2022 [@MohamedBinZayed/Twitter]

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Saeed Khatibzadeh, criticou “alguns países da região” que normalizaram as relações com Israel, dizendo que isso encorajou o estado de ocupação a exacerbar seus ataques contra os palestinos.

Falando a repórteres durante sua coletiva de imprensa semanal ontem, Khatibzadeh também criticou o silêncio da comunidade internacional em relação aos crimes israelenses, observando que seu país “tomou medidas a esse respeito em nível de organizações internacionais”.

Ele explicou que o ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amir Abdollahian, enviou uma carta à Organização de Cooperação Islâmica (OIC) e manteve extensas conversas com o chefe do escritório político do Hamas, Ismail Haniyeh.

Ele disse a Haniyeh que  “violar a santidade da mesquita de Al-Aqsa e atacar os fiéis são os resultados ultrajantes da normalização” e pediu para “apoiar os palestinos em vez de apoiar os usurpadores de Jerusalém e da pátria do povo palestino”.

LEIA: Profanação e violência na Mesquita de Al Aqsa: face brutal da limpeza étnica sionista na Palestina

O Ministério das Relações Exteriores iraniano citou Haniyeh dizendo que “o povo palestino tem duas opções: aceitar a judaização de Al-Aqsa ou resistir à entidade sionista”, acrescentando que “o povo palestino e as facções da resistência escolheram o caminho da resistência”.

Enquanto isso, a presidência palestina pediu que os palestinos se mobilizassem para a Mesquita de Al-Aqsa, para defendê-la e enfrentar a perigosa escalada israelense.

Os palestinos foram às plataformas de mídia social pedindo proteção para a Mesquita de Al-Aqsa e para enfrentar as incursões dos colonos israelenses, que começaram no domingo, coincidindo com o feriado judaico da Páscoa.

Emirados Árabes Unidos , Bahrein , Sudão e Marrocos assinaram os acordos patrocinados pelos EUA para normalizar as relações com Israel em 2020.

Categorias
ÁfricaBahreinEmirados Árabes UnidosIrãIsraelMarrocosNotíciaOriente MédioPalestinaSudãoVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments