Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Um vídeo que envergonha Israel: Policial passa por cima de uma vítima esfaqueada e não a socorre

O clipe mostra o major-general Hakroush pulando sobre os feridos [Twitter]

Um videoclipe de câmeras de vigilância documentou um major-general da polícia israelense pulando uma pessoa gravemente ferida que foi esfaqueada em uma cidade árabe no distrito de Nazaré sem prestar-lhe assistência, o que gerou ampla controvérsia. O clipe se espalhou amplamente em plataformas de mídia social e sites em Israel e provocou um estado de opinião pública que levou líderes do partido israelense e ministros relevantes a intervir.

O referido clipe foi publicado nesta segunda-feira (24) pelo site do jornal hebraico Yedioth Ahronoth, e data de um ano atrás, no qual o major-general Jamal Hakrush aparece pulando a vítima, sem lhe prestar qualquer assistência.

Momento em que o major Jamal Hakrush passa por cima do homem esfaqueado, que morre minutos depois [Twitter]

De acordo com o jornal hebreu Haaretz, que transmitiu uma extensa reportagem e documentação precisa do incidente, o major-general Hakrush, segundo a documentação, chegou a uma fábrica de ferro na cidade de Kafr Kana, no distrito de Nazaré, no momento em que o clima estava muito tenso entre o gerente da fábrica, Ghazi Amara e seu tio Fadi, devido a uma disputa por terras. As câmeras mostram que o major-general Hakroush, que ocupava o cargo de chefe da divisão de prevenção ao crime na época, entrou na fábrica às 12h02 para pagar as mercadorias que havia comprado. Testemunhas oculares disseram ao jornal: “O general de polícia presenciou a briga, que foi intercalada com espancamentos mútuos. Então Fadi foi até a cozinha e pegou uma faca e esfaqueou seu sobrinho Ghazi no peito, que desceu sangrando das escadas do prédio.”

LEIA: As aldeias árabes palestinas ‘não reconhecidas’ por Israel

Enquanto isso, de acordo com o Haaretz, Hakroush ignorou o assassinato perto dele e então desceu e pulou sobre o homem ferido, que morreu minutos depois, assim como o agressor. Nesse contexto, o Ministro da Segurança Interna de Israel, Omer Bar-Lev, anunciou seu pedido ao Inspetor de Polícia Yaakov Shabtai para prestar esclarecimentos sobre o caso, observando que ele concordou em afastar o major general Hakroush até que a investigação sobre o incidente seja concluída.

A comunidade árabe nos Territórios Palestinos Ocupados em 1948 está testemunhando uma ampla disseminação do crime e da violência, sendo que mais de 120 assassinatos foram registrados somente em 2021. Os líderes palestinos responsabilizam a polícia israelense pela disseminação de armas e a acusam de fechar os olhos aos perpetradores de crimes, sem responsabilizá-los.

 

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments