Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Bukele faz a primeira visita de um presidente salvadorenho à Turquia

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, recebe o presidente salvadorenho Nayib Bukele, em Ancara [Agência Anadolu]

O presidente salvadorenho Nayib Bukele  iniciou, dia 19, uma visita à República da Turquia, onde se reuniu  com o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan com quem fechou, nesta quinta-feira, um acordo o comercial no valor de 100 milhões de dólares que incluirá investimentos em defesa, energia e infraestrutura, depois de participar da abertura da embaixada salvadorenha em Ancara.

Durante a coletiva de imprensa após o encontro, Bukele afirmou: .”Vamos construir uma usina geotérmica com a ajuda da Turquia. Queremos comprar equipamentos militares de empresas turcas, portos e também queremos construir um satélite com tecnologia turca”.

A intenção, de acordo com Erdogan, é  aumentar o comércio bilateral para 500 milhões nos próximos cinco anos.  Os presidentes também anunciaram que a Turquia abrirá em breve uma embaixada em El Salvador e que Erdogan fará uma visita oficial ao país.

O presidente de El Salvador, Nayib Bukele, durante coletiva de imprensa em San Salvador, El Salvador, em 5 de janeiro de 2022. Archivo [Alex Pena/Agencia Anadolu]

“Queremos que El Salvador seja um centro logístico na região”, disse Bukele, afirmando que “El Salvador explorou oportunidades para empresas turcas investirem em El Salvador, especificamente em energia e turismo, expondo as vantagens da estratégia costeira conhecida como Surf City “.

Primeiro presidente salvadorenho vindo de fora dos partidos nacionalistas que governam El Salvador desde 1988,  representando o partido de centro-direita, Boukelehe é de origem palestina e também é o primeiro chefe de estado a visitar a Turquia em 72 anos de relações diplomáticas.

Um comunicado da Turquia afirma que a viagem atingiu os seguintes objetivos:

  1. Assinatura de seis acordos para fortalecer a cooperação bilateral nas áreas de comércio, economia, indústrias de defesa, educação, academia diplomática e direito do mar.
  2. A abertura da embaixada salvadorenha na capital turca, Ancara, e o anúncio em breve da abertura da embaixada turca na capital salvadorenha, San Salvador.
  3. Aumentar o valor do volume de trocas comerciais de 50 milhões de dólares para 500 milhões de dólares nos próximos cinco anos dentro de acordos firmados entre as duas partes.
  4. Memorando de Entendimento entre a Agência Turca de Cooperação e Coordenação “TIKA” e o Governo da República de El Salvador.
  5. E um protocolo de cooperação no campo do direito do mar entre o Ministério das Relações Exteriores de El Salvador e o Centro Nacional de Pesquisa Marinha da Universidade de Ancara, Turquia

A estratégia de política externa da Turquia

A visita de Bukele corresponde aos anseios da Turquia por ampliar relações com a América Latina, como um dos pilares de sua política externa multidimensional, sendo que as suas representações  na região passou, em quinze anos, de seis para 17 missões diplomáticas .

O ministros das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu (centro) e a ministra alvadorenha Alexandra Hill (3ª à esquerda) participam da cerimônia de abertura da Embaixada de El Salvador em Ancara, Turquia, em 20 de novembro de 2022. [Cem Özdel/Agência Anadolu]

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, disse que “em 2002, o número de embaixadas turcas em toda a América Latina era seis, e o número de embaixadas sul-americanas na Turquia também era seis. Agora, com a embaixada em El Salvador, há 16 embaixadas na Turquia, e aumentaremos o número de nossas embaixadas na América Latina para 18 com a embaixada que abriremos em San Salvador em breve”, disse Cavusoglu.

LEIA: Delegação latino-americana chega à Turquia para participar da quarta conferência de Parlamentares por Jerusalém

O país vislumbra dinamizar as relações após as principais eleições presidenciais no Chile, Equador, Honduras Peru, Argentina, México e El Salvador , que mudaram a tendência de subordinação total  aos Estados Unidos na região, e especialmente se o presidente brasileiro Luis Inácio Lula da Silva vencer as eleições este ano.

Bukele afirmou que  “Este é apenas o começo. Encontraremos mais empresas turcas, e El Salvador poderá desenvolver seu primeiro satélite graças a uma das tecnologias turcas”.

O presidente turco presenteou o presidente de El Salvador com seus livros de assinatura “O mundo é maior que cinco” e “É possível criar um mundo mais justo”. O presidente turco indicou que seu agente vem de uma família palestina, e que ele é chamado em seu país de “o turco”, o que fez com que sua visita à Turquia tivesse outro significado.

Falando ao presidente da Federação Palestina da América Latina e membro do Conselho Nacional Palestino, Simon Khoury, sobre seu otimismo em relação à visita ao interior salvadorenho e por servir a Palestina, comentou:

Certamente, esta visita perturba a relação entre El Salvador e a potência ocupante sobre o sionismo, e a razão é que a Turquia não se afasta dos palestinos e condena a ocupação e as práticas em fóruns internacionais.

Ele lembrou que hoje  residem aproximadamente 100 a 120 mil palestinos dos primeiros imigrantes em El Salvador, e a porcentagem de palestinos na população é estimada em 1 a 1,5% de acordo com uma pesquisa do Ministério do Interior para o ano de 2018,  e que se trata de uma comunidade forte e coesa.

Esperamos que a Palestina e a questão do Sheikh Jarrah em particular estejam na mesa de reuniões.

A Turquia concorre com seu vizinho árabe como centro de negócios e estratégia nas relações internacionais. A aproximação com El Salvador ilustra isso, pois concorre com a presença agressiva de monarquias aliadas ao sionismo na América Latina.

Segundo a Prensa Latina, Bukele viajará esta semana aos Emirados Árabes Unidos, como parte de sua agenda internacional recém-aprovada para 2022 pela Assembleia Legislativa, que inclui visitas oficiais à Espanha, França, Coreia do Sul, Cingapura, Rússia e Itália.

LEIA: Perspectivas para a luta árabe-palestina a partir da América Latina em 2022

As opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a política editorial do Middle East Monitor.

Categorias
América LatinaArtigoÁsia & AméricasEl SalvadorEuropa & RússiaOpiniãoTurquia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments