Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Polícia israelense prende 41 árabes no Negev em meio a protestos

Beduínos palestinos, nativos do deserto de Negev, no sul de Israel, realizam uma manifestação contra as obras de plantio realizadas pelo Fundo Nacional Judaico, em 13 de janeiro de 2022, em Israel [Mücahit Aydemir/Agência Anadolu]

A polícia israelense prendeu dezenas de árabes palestinos na região de Negev, no sul de Israel, em meio a protestos contra o confisco de terras na área, de acordo com uma ONG local na terça-feira, relatou a Agência Anadolu.

“Pelo menos 41 pessoas foram detidas em diferentes áreas do Negev”, disse Juma Al-Zabarqa, coordenador do Comitê de Orientação Superior para Árabes no Negev, à Agência Anadolu.

Ele contou que a polícia israelense não forneceu uma razão para as prisões, acrescentando que oito árabes locais foram detidos na segunda-feira.

Não houve comentários das autoridades israelenses sobre o relato.

Centenas de árabes locais se manifestaram no Negev nos últimos dias em protesto contra o confisco de suas terras pelo Fundo Nacional Judaico, uma organização que coleta dinheiro de judeus de todo o mundo para confiscar propriedades palestinas.

Os cidadãos árabes da região de Negev são estimados em cerca de 300.000, vivendo em 5% de suas terras, 95% das quais dizem ter sido confiscadas por Israel desde 1948.

LEIA: As aldeias árabes palestinas ‘não reconhecidas’ por Israel

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments