Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Polícia deixa muitos feridos ao interromper protestos na região de Negev, em Israel

A polícia israelense prende um beduíno na vila de Al-Atrash, no deserto de Negev, em 13 de janeiro de 2022 [Mücahit Aydemir/Agência Anadolu]

Vários manifestantes ficaram feridos quando a polícia israelense usou força brutal para reprimir uma manifestação na região de Negev, no sul de Israel, disse um centro árabe de direitos humanos em Israel, relatou a Agência Anadolu.

Na quinta-feira, centenas de árabes locais em Negev realizaram protestos contra o confisco de suas terras pelo Fundo Nacional Judaico.

Em um comunicado, Adalah, o centro jurídico para os direitos das minorias árabes em Israel, disse que a polícia israelense, disfarçada em roupas árabes, também prendeu um grande número de manifestantes.

A polícia usou bombas sonoras, balas de borracha e gás lacrimogêneo para dispersar as pessoas, deixando vários feridos, segundo o comunicado.

Informou, ainda, que os árabes do Negev obtiveram autorização prévia da polícia para organizar a manifestação.

A polícia dispersou a manifestação de quinta-feira antes que ela pudesse começar, acrescentou o comunicado.

LEIA: Israel está tentando roubar mais terras palestinas no Negev, dizem moradores

Por sua vez, a polícia israelense disse em um comunicado que suas forças tentaram controlar as manifestações nas áreas de Shaqib Al-Salam e Tel el-Saba.

A polícia israelense não revelou o número exato de manifestantes detidos.

O número de cidadãos árabes na região do Negev é estimado em 300.000, vivendo em 5% de suas terras, 95% do que eles dizem ter sido confiscado por Israel desde 1948.

Israel está tentando roubar mais terras palestinas no Negev [Sabaaneh/Monitor do Oriente Médio]

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments