Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Casal detido na Turquia é libertado, retorna a Israel

Mordy e Natali Oknin, detidos na Turquia há uma semana por suspeita de espionagem, são recebidos na cidade israelense de Modiin, 18 de novembro de 2021 [GIL COHEN-MAGEN/AFP via Getty Images]

Dois israelenses detidos na última semana, acusados de espionar o palácio presidencial turco na cidade de Istambul, foram libertados e chegaram a Israel em um avião fretado pelo governo, reportou a imprensa local na manhã desta quinta-feira (18).

Mordy e Natali Oknin — marido e mulher — foram presos ao fotografar a residência oficial do Presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan.

“Eles não apenas tiraram fotos; eles focaram no prédio e chegaram a marcá-lo”, insistiu o Ministro do Interior da Turquia Süleyman Soylu. “A promotoria crê que cometeram crime de espionagem política e militar, mas a justiça decidirá futuramente”.

Em nota à imprensa, o primeiro-ministro israelense Naftali Bennett e seu chanceler Yair Lapid afirmaram: “Após esforços conjuntos com o governo turco, Mordy e Natali Oknin foram libertados da prisão e estão a caminho de sua casa em Israel”.

Ao chegar ao país, o casal agradeceu às autoridades.

“Somos gratos ao Presidente da Turquia e seu governo pela cooperação e estamos ansiosos para dar as boas-vindas”, prosseguiu o comunicado israelense.

Mordy e Natali foram presos na Turquia após enviarem fotografias da residência presidencial a um grupo de WhatsApp identificado apenas como “Família”. A filha do casal, no entanto, confirmou jamais ter recebido as imagens em questão.

LEIA: Israel nega acusação de espionagem contra casal preso na Turquia

Categorias
Europa & RússiaIsraelNotíciaOriente MédioTurquia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments