Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Turquia exclui dez embaixadores ocidentais do Dia da República

Torre Galata iluminada em comemoração ao 98° Dia da República da Turquia, na cidade de Istambul, 29 de outubro de 2021 [Mehmet Murat Önel/Agência Anadolu]

A Turquia deixou de convidar dez embaixadores ocidentais para sua cerimônia anual do Dia da República, após os diplomatas reivindicarem a soltura de um prisioneiro político.

A exclusão volta a destacar o descontentamento do presidente Recep Tayyip Erdogan com a postura adotada pelos representantes de Estados Unidos, Canadá, Dinamarca, Finlândia, Holanda, Alemanha, França, Nova Zelândia, Noruega e Suécia.

Após os embaixadores emitirem um comunicado conjunto exortando a libertação do empresário e ativista turco Osman Kavala, em 18 de outubro, Erdogan declarou a todos como “persona non grata” e ameaçou expulsá-los do país imediatamente.

Todavia, os planos de deportação foram cancelados ao longo da semana.

LEIA: Edifício histórico em Doha é iluminado com as cores da bandeira turca

Conversas secretas entre Ancara e Washington para mitigar a crise corroboraram a anuência da Casa Branca ao Artigo 41 da Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas, que assevera não-interferência em assuntos domésticos no país anfitrião.

A embaixada americana em solo turco emitiu então uma nota via Twitter, na qual reafirmou seu compromisso ao acordo supracitado. Outras embaixadas publicaram mensagens similares, enquanto outras compartilharam a declaração de Washington.

Apesar da controvérsia ter se encerrado oficialmente, com o “perdão” concedido aos embaixadores pela presidência em Ancara, os dez diplomatas não receberam um convite oficial para a comemoração do feriado nacional, realizada nesta sexta-feira (29).

A data marcou o 98° aniversário da proclamação da moderna república turca.

A recusa em enviar um convite demonstra, não obstante, o rescaldo das tensões sobre os diplomatas na Turquia. Segundo a agência de notícias Anka, as embaixadas em questão foram notificadas de que não seriam convidadas para a cerimônia.

Segundo relatos, há ainda forte aversão na capital sobre os diplomatas e seus respectivos países. Apesar de uma suposta resolução de bastidores, alguns políticos e ministros continuaram a queixar-se dos embaixadores em capacidade não-oficial.

LEIA: Receita do turismo aumenta 182% na Turquia

Categorias
AlemanhaÁsia & AméricasCanadáEstados UnidosEuropa & RússiaFinlândiaFrançaHolandaNoruegaNotíciaNova ZelândiaOceâniaSuéciaTurquia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments