Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Iêmen: Mais de 130 combatentes Houthi foram mortos perto de Marib, diz coalizão liderada pela Arábia Saudita

Houthis na capital iemenita Sanaa, em 21 de setembro de 2019 [Agência Mohammed Hamoud/Anadolu].

Pelo menos 134 combatentes Houthi foram mortos em ataques aéreos no sul da província de Marib, disse a coalizão liderada pela Arábia Saudita na terça-feira.

“Nós visamos nove veículos militares da milícia Houthi em Abdiya, e suas perdas excederam 134 membros”, disse uma declaração da coalizão.

Ontem a coalizão disse que havia realizado 19 operações nas últimas 24 horas na mesma área, destruindo 12 veículos militares pertencentes às forças conjuntas do Exército Houthi e reivindicando mais de 108 fatalidades.

Centenas de forças houthi e milícias pró-coalizão morreram em consequência do aumento da violência sobre a contestada e estratégica cidade provincial. Isso ocorreu após um avanço do Houthi que começou em fevereiro. A cidade rica em petróleo, Marib, é o único reduto do norte que resta sob o controle do governo iemenita baseado na Arábia Saudita e reconhecido internacionalmente.

LEIA: 74 mil iemenitas foram deslocados neste ano, alerta OIM

Na segunda-feira, o porta-voz militar alinhado com Houthi, o brigadeiro-general Yahya Saree, disse que o exército havia realizado uma operação militar maciça chamada Fajar Al Entessar (“Aurora da Vitória”) contra as forças pró-coalizão em Marib e declarou que eles estavam “nas margens da cidade” em uma divulgação de acompanhamento no dia seguinte.

As forças Houthi “hoje estão nas margens da cidade de Marib de vários lados depois de derrotar traidores e mercenários de vários distritos de Marib e libertá-los completamente”, disse Saree.

De acordo com fontes militares, os Houthis obtiveram ganhos territoriais significativos tendo ocupado uma área de 600 quilômetros quadrados, incluindo a cidade de Al-Jawbah, enquanto continuavam a avançar em direção a Al-Jadid, Al-Rawda e outras áreas enquanto tentavam cercar a cidade de Marib.

LEIA: Segundo oficial militar iraniano, negociação é a única maneira de os sauditas encerrarem a guerra no Iêmen

Categorias
Arábia SauditaIêmenNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments