Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

A Arábia Saudita deve produzir localmente 70% dos produtos energéticos de que necessita

O ministro da Energia da Arábia Saudita, Abdulaziz Bin Salman Al-Saudi, na capital saudita, Riad, em 25 de fevereiro de 2020 [Fayez Nureldine/AFP/Getty Images]
O ministro da Energia da Arábia Saudita, Abdulaziz Bin Salman Al-Saudi, na capital saudita, Riad, em 25 de fevereiro de 2020 [Fayez Nureldine/AFP/Getty Images]

A Arábia Saudita planeja produzir localmente 70 por cento dos produtos de energia de que necessita nos próximos dez anos, anunciou ontem o ministro da Energia do país.

Abdulaziz Bin Salman disse a repórteres na cidade saudita de Dammam que a mudança era parte dos esforços do reino para “aumentar o emprego saudita em vários setores econômicos”.

“Em linha com a estratégia do reino, um programa integrado e abrangente será lançado para capacitar o setor de energia saudita por meio da localização de 70 por cento do setor”, disse Salman durante a cerimônia de inauguração de um projeto da Siemens da Alemanha em Dammam.

A instalação da Siemens foi relatada como a maior de seu tipo na região e foi criada para servir como um centro de serviços integrados para o setor de energia.

A empresa alemã disse que espera que a instalação forneça uma variedade de serviços de energia, “incluindo operações de reparo que dependem de aplicações e soluções tecnológicas avançadas, além de reparos e renovação local de equipamentos”.

“A tecnologia entregue por esta instalação apoiará o país em seu esforço por sustentabilidade e descarbonização em meio a uma indústria de energia em expansão”, disse o diretor-gerente da Siemens na Arábia Saudita, Mahmoud Sulaimani, a repórteres.

LEIA: Catar encomenda 4 navios-tanque de GNL no valor de US$ 760 milhões da China

Categorias
AlemanhaArábia SauditaEuropa & RússiaNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments