Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Crise hídrica afeta 5 milhões de pessoas no norte da Síria, alerta ONU

Mulher síria carrega balde para encher de água, às vésperas do feriado islâmico do Eid, em Idlib, norte da Síria, 23 de junho de 2017 [Ismihan Özgüven/Agência Anadolu]
Mulher síria carrega balde para encher de água, às vésperas do feriado islâmico do Eid, em Idlib, norte da Síria, 23 de junho de 2017 [Ismihan Özgüven/Agência Anadolu]

A escassez de água no norte e nordeste da Síria afeta cerca de cinco milhões de pessoas, advertiu a Organização das Nações Unidas (ONU) nesta terça-feira (5).

“Temos recebido relatos de que cinco milhões de pessoas foram atingidas pela atual crise hídrica no norte e nordeste da Síria”, afirmou Stéphane Dujarric, porta-voz do Secretário-Geral António Guterres, a repórteres, em Nova York.

“Pessoas das partes setentrionais da Síria não conseguem acessar água potável e segura suficiente para consumo, devido aos baixos níveis das reservas, danos aos sistemas hídricos e capacidade operacional reduzida das instalações”, acrescentou.

“A falta de água potável leva a um aumento em doenças de origem hídrica e reduz uma frente de defesa essencial para conter a pandemia de covid-19”, observou Dujarric.

“A falta de eletricidade também agrava a crise no setor de saúde pública e no sistema de ensino e impacta de forma desproporcional a saúde reprodutiva das mulheres”, reiterou.

Dujarric destacou que a ONU, junto de parceiros internacionais, lançou um plano para auxiliar cerca de 3.4 milhões desses impactados nos próximos seis meses.

O porta-voz enfatizou, não obstante, que é necessário uma resposta multisetorial de US$251 milhões, mas apenas US$51 milhões foram recebidos.

LEIA: Iraque busca entendimento com a Turquia na questão da água

Categorias
NotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente MédioSíria
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments