Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel fecha a Mesquita de Ibrahimi para muçulmanos

Os colonos invadem Hebron para marcar o feriado judaico, na Cisjordânia ocupada

O exército de ocupação israelense anunciou na terça-feira o fechamento da Mesquita Ibrahimi em Hebron aos muçulmanos até sexta-feira para permitir que os colonos judeus comemorem o feriado Sukkot.

O diretor da Mesquita, Sheikh Hafthi Abu Sneina, disse que o exército de ocupação israelense informou a administração da Mesquita Ibrahimi de sua intenção de fechar a Mesquita na terça-feira à noite até a meia-noite da sexta-feira.

Abu Sneina acrescentou que dezenas de colonos judeus desonrariam a mesquita durante esse período para celebrar o feriado judeu Sukkot.

Enquanto isso, o exército israelense impôs restrições de movimento aos palestinos nas entradas da Cidade Velha de Hebron, sob o pretexto de assegurar a área para as celebrações judaicas.

Este foi o terceiro fechamento israelense da Mesquita Ibrahimi neste mês, sob o pretexto de permitir a entrada de colonos no local sagrado para marcar ocasiões religiosas.

Após o massacre de 1994 de 29 fiéis palestinos dentro da mesquita pelo terrorista judeu Baruch Goldstein, as forças de ocupação impuseram seu controle sobre o local sagrado islâmico e o dividiram entre muçulmanos e colonos judeus.

Desde o início de setembro, o exército israelense impôs uma proibição ao chamado muçulmano à oração (Adhan) do local sagrado, sob o pretexto de que ele angustiava a vida dos colonos ilegais da cidade.

LEIA: No Dia da Terra Palestina, a homenagem a ’Hebron, Cidade Impossível’

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestinaVídeos & Fotojornalismo
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments