Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

‘Ficamos sem água por quatro dias’, relata fugitivo palestino

Policiais israelenses levam em custódia um dos seis palestinos que escaparam da penitenciária de Gilboa, após sua captura em Umm al-Ghanam, norte do território considerado Israel, em 11 de setembro de 2021 [Polícia de Israel/Agência Anadolu]

O prisioneiro palestino Zakaria al-Zubeidi — que escapou da penitenciária de segurança máxima de Gilboa, no norte do território considerado Israel, na última semana —, relatou ficar sem água por quatro dias consecutivos antes de ser recapturado.

“Nos quatro dias em que ficamos livres, não queríamos que nossas famílias nas cidades ocupadas sofressem consequências ou castigo das autoridades israelenses por nos ajudar”, reiterou al-Zubeidi ao advogado de direitos humanos Avigdor Feldman.

“Não queríamos pedir ajuda a ninguém”, prosseguiu seu relato. “Comemos frutos nas fazendas, como figos-da-índia ou uvas, mas não tínhamos água”.

“O prisioneiro Zakaria al-Zubeidi foi agredido logo após ser detido”, acrescentou Feldman.

No domingo (12), de acordo com as informações, al-Zubeidi foi transferido a um hospital israelense, após ser “espancado” e “torturado” por soldados da ocupação. Seu irmão denunciou que sua perna foi fraturada pela sessão de violência.

Quatro dos seis prisioneiros palestinos que fugiram de Gilboa foram recapturados entre sexta-feira e sábado. Israel mantém sua caça aos outros dois fugitivos.

LEIA: São Paulo exige liberdade aos presos políticos palestinos e lembra massacre de Sabra e Chatila

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments