Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

União Europeia recomenda restrições de viagem a Israel

Turistas vacinados e com máscara chegam ao aeroporto internacional Ben Gurion, perto de Tel Aviv, 23 de maio de 2021 [Jack Guez/AFP via Getty Images]

Nesta segunda-feira (30), a União Europeia exortou seus estados-membros a restituir restrições de viagem a turistas de Israel, após um aumento no contágio por covid-19 no país.

“Viagens não essenciais à União Europeia de países ou entidades não listadas estão sujeitas a restrições temporárias”, anunciou o conselho europeu em comunicado.

A nota reiterou que a recomendação não afeta necessariamente israelenses já vacinados. Contudo, “não se descarta a possibilidade de estados-membros suspenderem provisoriamente viagens não essenciais à União Europeia de turistas plenamente vacinados”.

O bloco não adotou uma política única para o turismo durante a pandemia — cada governo tem autoridade para decidir se mantêm fronteiras abertas aos turistas. Chipre e Grécia recentemente confirmaram que permitirão a entrada de israelenses plenamente vacinados.

LEIA: Trinta e três casos da covid Delta são relatados em Gaza, diz oficial

A recomendação europeia deve incluir também Reino Unido, Kosovo, Líbano, Montenegro e Macedônia do Norte.

O conselho atualiza sua lista de países sem restrição de viagem com base nos níveis de infecção por coronavírus. É preciso que o país de origem não supere 75% de novos casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. A lista é revisada a cada quinzena.

Categorias
Europa & RússiaIsraelNotíciaOriente MédioReino Unido
Show Comments
Show Comments