Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Os EUA ponderam transportar gás egípcio para o Líbano

O presidente libanês, Michel Aoun (dir.), recebe o ministro das Relações Exteriores do Egito, Sameh Shoukry (esq.), no Palácio Baabda em Beirute, Líbano, em 7 de abril de 2021 [Presidência libanesa/Agência Anadolu]

Os Estados Unidos disseram ontem que ajudariam a transferir gás egípcio para o Líbano através da Jordânia e da Síria, de acordo com o presidente libanês Michel Aoun.

O anúncio veio durante uma reunião entre o presidente libanês Michel Aoun e a embaixadora americana no Líbano, Dorothy Shea.

Em comunicado oficial, a presidência libanesa disse que os EUA ajudariam o Líbano a produzir eletricidade da Jordânia via Síria, transferindo gás egípcio para a Jordânia.

Não houve nenhum comentário imediato da Embaixada dos Estados Unidos no Líbano.

As negociações continuam com o Banco Mundial para financiar o custo do gás, disse o comunicado da presidência.

A decisão dos EUA vem horas depois que o chefe do Hezbollah, Hassan Nasrallah, anunciou que o primeiro navio de combustível iraniano estava a caminho do Líbano, alertando Israel e os EUA contra “interromper o carregamento”.

“Digo aos americanos e israelenses que o barco que sairá do Irã em poucas horas é território libanês”, disse Nasrallah, sugerindo que qualquer ação para impedi-lo teria uma resposta.

Nasrallah alertou que os carregamentos foram considerados “propriedade libanesa desde o momento do carregamento”.

LEIA: Fila libanesa por gasolina escassa

Categorias
ÁfricaÁsia & AméricasEgitoEstados UnidosJordâniaLíbanoNotíciaOriente MédioSíria
Show Comments
Show Comments