Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Iraque acusa o Irã de cortar dois principais afluentes de rios vitais

Uma mulher caminha com seus filhos ao longo do rio Karun, que rompeu suas margens em Ahvaz, capital da província de Khuzistão, no sudoeste do Irã, em 11 de abril de 2019 [Atta Kenare/AFP via Getty Images]

O Iraque acusou o Irã ontem de cortar os afluentes dos rios Sirwan e Karun, informou a Agência Anadolu. De acordo com o Ministro dos Recursos Hídricos de Bagdá, isso causou falta de água na governadoria de Diyala, no leste do país, e afetou a qualidade dos recursos hídricos em Shatt Al-Arab, no extremo sul.

Mahdi Rashid Al-Hamdani fez seus comentários durante uma reunião com Nizar Al-Khairallah, o subsecretário iraquiano do Ministério das Relações Exteriores. “É necessário realizar reuniões com o Irã para definir os detalhes do processo de liberação de água e compartilhar a responsabilidade pelos danos decorrentes da escassez de água que toda a região está experimentando, sobretudo após o corte do fluxo dos rios Karun e Sirwan”, afirmou Al-Hamdani.

Shatt Al-Arab é onde os rios Eufrates e Tigre se encontram no sul do Iraque. A falta de água nos dois rios principais causa um aumento nos níveis de salinidade.

As autoridades iraquianas aparentemente também discutiram as negociações com países vizinhos e a montante sobre a garantia de compartilhamento de água do Iraque e a necessidade de ativar a assinatura do protocolo com a Turquia após resultados positivos anteriores.

Em dezembro de 2014, o Iraque e a Turquia assinaram um memorando de entendimento cobrindo o abastecimento de água. O mais proeminente dos doze artigos do MoU enfatiza a importância da cooperação na gestão dos recursos hídricos do Tigre e do Eufrates e na determinação da parcela de cada país.

LEIA: Ministros da Arábia Saudita e do Iraque se reuniram em Riad para impulsionar a cooperação regional

Al-Hamdani destacou a “necessidade” de acelerar a ação diplomática na comunidade internacional para garantir os direitos de água do Iraque dos países a montante. Ele ameaçou durante uma coletiva de imprensa no mês passado recorrer aos círculos internacionais se o Irã insistisse em cortar o fluxo de água para as regiões orientais do Iraque. Ele disse na época que “o Iraque espera que o Irã coopere como a Turquia, com Ancara concordando em compartilhar a responsabilidade pela crise da água com o Iraque”. Em junho, o Iraque anunciou que a Turquia havia decidido liberar água no Tigre e no Eufrates para ajudar a aliviar a crise de escassez de água.

O Iraque depende principalmente dos rios Tigre e Eufrates e afluentes relacionados para obter água doce. Todos se originam na Turquia ou no Irã e convergem perto da cidade de Basra, no sul do Iraque, para formar Shatt Al-Arab, a via navegável que deságua no Golfo Pérsico. Por anos, o Iraque tem testemunhado um declínio constante nos recursos hídricos dos dois rios, com pouca chuva aumentando o problema.

No momento em que esta notícia foi escrita, o Irã não havia respondido a um pedido de comentário sobre a declaração iraquiana.

Categorias
IrãIraqueNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments