Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Tribunal do Egito libera 130 réus detidos em processos políticos

Prisioneiros egípcios podem ser vistos atrás das grades [Amr Sayed/ Apaimages]

Um tribunal egípcio ordenou a libertação de 130 réus detidos em casos políticos esta semana, de acordo com um advogado de direitos humanos, relata a Agência Anadolu.

O site de oposição Darb citou o advogado de direitos humanos Khaled Ali como tendo dito que o Tribunal Criminal do Cairo libertou 130 réus detidos em 20 casos políticos.

“Eles serão libertados esta semana”, disse Ali, sem dar mais detalhes.

De acordo com o advogado, o Tribunal Criminal do Cairo também analisou a renovação da detenção de 2.000 réus nos últimos três dias.

O jornal privado Shorouk disse que várias pessoas detidas sob a acusação de ingressar no grupo ilegal da Irmandade Muçulmana estavam entre os que foram libertados.

Não houve comentários das autoridades egípcias sobre o relatório.

Cairo nega a presença de presos políticos nas prisões, reiterando o respeito aos direitos humanos e às liberdades. O Egito colocou a Irmandade Muçulmana na lista negra em 2013.

LEIA: Tribunal do Egito rejeita recurso de ativistas incluídos em lista de terroristas

Categorias
ÁfricaEgitoNotícia
Show Comments
Show Comments