Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Incêndio na ala de covid em hospital do Iraque mata 41 pessoas

As pessoas se reúnem enquanto um incêndio massivo engendra a ala de isolamento de coronavírus do hospital Al-Hussein no sul do Iraque, na cidade de Nasiriyah, no final de 12 de julho de 2021 [ASAAD NIAZI/AFP via Getty Images].

O número de mortos no incêndio ocorrido ontem à noite em uma ala de isolamento para pacientes com coronavírus em um hospital na província de Dhi Qar, no sul do Iraque, subiu para 41, informou a Anadolu.

Um porta-voz da Diretoria de Saúde de Dhi Qar, Ammar Al-Zamili, disse à Agência de Notícias Iraquiana (INA), que “41 pessoas foram mortas como resultado do incêndio ocorrido no Hospital de Ensino de Al-Hussein, na cidade de Nasiriyah, enquanto dezenas de pessoas ficaram feridas”.

Anteriormente, uma fonte médica do Hospital Universitário Al-Hussein disse a Anadolu que um enorme incêndio irrompeu na ala de isolamento e tratamento de pacientes com covid-19 no hospital, que inclui dezenas de pacientes e seus acompanhantes.

Embora a causa do incêndio não tenha sido anunciada oficialmente, a mídia local informou que ele foi causado por uma explosão no depósito de cilindros de oxigênio.

O primeiro-ministro Mustafa Al-Kadhimi realizou uma reunião de emergência ministerial e de segurança para discutir as causas do incêndio.

LEIA: Base dos EUA é atingida por foguetes no oeste do Iraque

No Twitter, o presidente do Parlamento Muhammad Al-Halbousi disse que a tragédia “é uma clara evidência do fracasso em proteger a vida do povo iraquiano”.

Este é o segundo incêndio desse tipo em menos de três meses.

Em 24 de abril, um incêndio eclodiu no Hospital Ibn Al-Khatib na capital, Bagdá, quando uma garrafa de oxigênio explodiu, matando 82 pessoas e ferindo 110 outras.

Categorias
IraqueNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments