Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Liverpool recusa o pedido de Mo Salah de ingressar no Egito nas Olimpíadas de Tóquio

Mohamed Salah do Liverpool aquece antes da partida da Premier League entre Liverpool e Southampton em Anfield, em 8 de maio de 2021 em Liverpool, Inglaterra [Alex Pantling/Getty Images]

O Liverpool FC recusou o “forte desejo” do craque Mohamed Salah de representar seu país, o Egito, nas Olimpíadas realizadas em Tóquio no final deste mês, de acordo com o técnico da seleção egípcia de sub-23, Shawky Gharib.

Gharib disse ao MBC Masr que o clube inglês recusou os apelos da Federação Egípcia de Futebol e do próprio Salah para atuar nos Jogos Olímpicos. “Todas as negociações com o Liverpool e o Galatasaray não foram bem-sucedidas, pois os dois clubes querem que os dois jogadores estejam com eles no próximo período”, disse ele, referindo-se a Salah e Mostafa Mohamed, que joga pelo clube turco.

“Eu tentei muitas e muitas vezes com o Liverpool, como fez a federação do Egito, para persuadi-los a deixar Salah fazer parte da equipe olímpica, mas eles se recusaram completamente”, disse ele à BBC.

“Mohamed queria jogar os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Ele conversou comigo, fiz o meu melhor para trazê-lo. Salah foi um jogador-chave em meus planos olímpicos. Mas o clube recusou – precisamos seguir em frente.”

LEIA: Egípcios expressam solidariedade aos palestinos, pedem posição de Mo Salah

Principal site em inglês dedicado às notícias do futebol egípcio, KingFut explicou que “cada nação pode ter três jogadores maiores [com mais de 23 anos] e [o Egito] espera que Salah possa se juntar a eles”.

“No entanto, depois de negociar com o Liverpool, o clube recusou-se a deixá-lo ir porque o torneio atrapalha o início da nova temporada.”

O Egito se classificou para as Olimpíadas de 2020 em Tóquio no ano passado, após o triunfo da AFCON Sub-23 em 2019. No entanto, devido à pandemia de covid-19, os jogos foram adiados para 2021.

Os faraós vão competir no Grupo C, apelidado de “Grupo da Morte”, que também inclui Argentina, Espanha e Austrália.

Salah não foi o único jogador do Liverpool impedido de participar das Olimpíadas, com o clube também se recusando a permitir que Ibrahima Konate e Takumi Minamino representassem a França e o anfitrião Japão, respectivamente.

LEIA: Solidariedade contra o racismo na Euro não deveria ser ‘controvérsia’

Categorias
ÁfricaÁsia & AméricasEgitoEuropa & RússiaFIFAJapãoNotíciaOrganizações InternacionaisReino Unido
Show Comments
Show Comments