Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Mais um sinal de rachaduras na relação Saudita-Emirados Árabes, já que a OPEP+ cancelou reunião crucial

Abu Dhabi atacou a proposta de Riad, dizendo que era injusta com eles e que o mundo precisava de mais petróleo depois da queda dos preços devido à pandemia
Abu Dhabi atacou a proposta de Riad, dizendo que era injusta com eles e que o mundo precisava de mais petróleo depois da queda dos preços devido à pandemia

A crescente disputa entre a Arábia Saudita e os Emirados Árabes parece destinada a continuar após a decisão da OPEP + de cancelar uma reunião ontem sobre um aumento na produção de petróleo. A OPEP+, um amálgama da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e dez outras nações exportadoras de petróleo, como Rússia e Cazaquistão, deveria ter se reunido ontem depois de não conseguir chegar a um acordo no final da semana passada, após reclamações dos Emirados Árabes de que sua capacidade de produção foi subestimada, limitando, assim, a quantidade de petróleo que pode produzir sob o acordo atual.

Com as negociações chegando a um impasse, Mohammed Barkindo, secretário-geral da Opep, disse aos ministros do petróleo que a reunião foi “cancelada” e que “a data da próxima reunião será decidida oportunamente”.

Uma pessoa familiarizada com a política da Arábia Saudita, citada no Financial Times, disse que a posição dos Emirados Árabes colocou um acordo fora de alcance e os preços provavelmente subiriam como resultado. Ele parecia direcionar sua frustração para Abu Dhabi. “Perdemos uma boa oportunidade de ajudar o mercado a aliviar uma escassez temporária”, disse Barkindo. “Eles [Emirados Árabes] precisam agora aguentar o calor dos preços mais altos do petróleo.”

Outra pessoa familiarizada com a posição saudita e russa disse: “Não há adiamento, os Emirados Árabes bloquearam a decisão, então a reunião foi cancelada. Os níveis de produção atuais continuam como estão”.

A Arábia Saudita e a Rússia estão ansiosas para ver a produção de petróleo aumentar gradualmente, mas querem que o acordo atual que limita a produção continue além da data de término programada para abril de 2022. O negócio foi inicialmente acertado pelos países produtores de petróleo devido a uma queda global na demanda por petróleo após a eclosão da pandemia do coronavírus.

LEIA: Ministro da Energia da Arábia Saudita condena oposição dos Emirados Árabes ao acordo OPEP+

Os Emirados Árabes se opõem a qualquer ideia de extensão, porque afirmam ter investido bilhões de dólares para aumentar sua capacidade de produção e insistem que sua linha de base foi definida como muito baixa quando a OPEP+ originalmente fechou o acordo. O argumento de Abu Dhabi é que qualquer extensão deve considerar seu crescimento em capacidade, caso contrário, seria deixada para trás.

No entanto, uma solução para a reclamação dos Emirados Árabes sobre sua linha de base é considerada complicada e qualquer solução alternativa pode impactar adversamente alguns dos maiores países produtores de petróleo.

O cancelamento da reunião é o mais recente exemplo do impasse entre a Arábia Saudita e os Emirados Árabes. Os dois países desenvolveram uma forte aliança nos últimos anos, principalmente no combate à ameaça regional do Irã e na luta contra as forças pró-democracia após o levante popular árabe de 2011.

Rachaduras, entretanto, começaram a aparecer em 2019, quando os Emirados Árabes retiraram a maioria de suas forças militares do Iêmen, deixando a Arábia Saudita sozinha em sua batalha contra os houthis apoiados pelo Irã. Outras fontes importantes de tensão seriam a velocidade do esforço liderado pelos sauditas para encerrar o embargo ao comércio e às viagens ao Catar, com o qual Abu Dhabi não está satisfeito, enquanto Riad está igualmente frustrada com seu vizinho menor do Golfo sobre o ritmo de sua normalização com Israel. O príncipe saudita, Mohamed Bin Salman, também está liderando uma campanha para atrair multinacionais a se mudarem de Dubai para Riad em um plano ambicioso que colocou mais tensão em seu relacionamento.

Categorias
Arábia SauditaEmirados Árabes UnidosEuropa & RússiaNotíciaOPEPOrganizações InternacionaisOriente MédioRússia
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments