Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Scientific American apaga editorial em apoio aos palestinos

Profissionais de saúde em Las Vegas, Nevada, 28 de março de 2020 [Ethan Miller/Getty Images]

Sob pressão do lobby sionista, a revista Scientific American removeu um editorial que denunciava as violações da ocupação israelense contra o povo palestino, em proeminente apelo à solidariedade internacional.

Em 2 de junho, a revista científica publicou um artigo escrito por profissionais e estudantes de medicina reportando detalhes da recente ofensiva israelense contra a Faixa de Gaza, em apoio à campanha de Boicote, Desinvestimento e Sanções (BDS).

“Aqueles de nós que trabalham no setor de saúde compreendem que o cuidado médico não existe no vácuo”, declarou o texto.

“Cada vez mais, compreendemos como forças estruturais, sistemáticas e institucionalizadas de opressão, racismo, violência e expropriação, além de políticas que negam direitos humanos fundamentais, levam a resultados sanitários adversos e mortalidade”, reiterou o artigo.

Prosseguiu: “Não podemos lavar as mãos quando testemunhamos o apagamento violento de todo um povo por ações de um estado de apartheid, como documentado por organizações internacionais, que implica em danos físicos e psicológicos imensuráveis contra os palestinos”.

O editorial levou Stanley Robboy e outras figuras do lobby sionista Voice4Israel a escrever uma carta à publicação e acusá-la de disseminar uma “propaganda política tendenciosa”.

A revista então concordou em apagar o artigo e alegou revisar seus procedimentos internos de aprovação para impedir a “reincidência do erro”.

LEIA: Embargo militar a Israel pelo direito à vida

Categorias
BDSIsraelNotíciaOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments