Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Irã está pronto para aumentar a produção de petróleo se os EUA suspenderem as sanções, diz oficial

Um frentista segura um maço de notas de Rial enquanto atende clientes em um posto de gasolina operado pela National Iranian Oil Co em Teerã, Irã, em 24 de agosto de 2015 [Simon Dawson/Bloomberg via Getty Images]

O Irã está pronto para alcançar um rápido aumento em sua produção de petróleo se as sanções americanas de vários anos forem suspensas, anunciou ontem um alto funcionário do Ministério do Petróleo, enquanto as negociações continuam entre Teerã e seis grandes potências para suspender as sanções dos EUA que o viram bombear muito abaixo da capacidade desde 2018.

“Se as sanções forem suspensas, a maior parte da produção de petróleo do país será restaurada dentro de um mês”, disse o gerente de produção da National Iranian Oil Company (NIOC, na sigla em inglês), Farokh Alikhani, ao site oficial de notícias Shana.

O Irã e seis potências mundiais estão em negociações desde abril para reviver um acordo nuclear de 2015 que o ex-presidente americano Donald Trump abandonou há três anos, impondo sanções que reduziram suas exportações de petróleo vitais.

Alikhani disse que a produção média diária de petróleo do Irã após a implementação do acordo nuclear de 2015 foi de “3,38 milhões de barris por dia (bpd)”, acrescentando que o governo estava planejando retornar à produção normal “se as sanções forem suspensas”.

“Um planejamento cuidadoso foi feito para restaurar a produção de petróleo aos níveis anteriores às sanções em intervalos de uma semana, um mês e três meses”, destacou Alikhani.

O funcionário iraniano disse que seu país esperava aumentar ainda mais sua produção “para mais de 4 milhões de barris diários na próxima etapa”.

LEIA: Irã usa criptomoeda para minimizar impacto de sanções, revela estudo

Categorias
Ásia & AméricasÁustriaEstados UnidosEuropa & RússiaIrãNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Show Comments