Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Extremistas israelenses planejam grande invasão a Al-Aqsa

Palestinos comemoram cessar-fogo na Faixa de Gaza, no complexo da Mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém ocupada, 21 de maio de 2021 [Redes sociais]
Palestinos comemoram cessar-fogo na Faixa de Gaza, no complexo da Mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém ocupada, 21 de maio de 2021 [Redes sociais]

Neste sábado (22), ativistas palestinos convocaram uma manifestação na Mesquita de Al-Aqsa, após organizações coloniais israelenses anunciarem planos de conduzir uma invasão massiva ao santuário islâmico na manhã deste domingo.

Os chamados grupos do Templo — fundamentalistas judeus que referem-se a Al-Aqsa como Monte do Templo, em referência a um suposto santuário antigo no local — convocaram seus apoiadores, sobretudo colonos ilegais, através de websites e redes sociais.

Um porta-voz do grupo, Asaf Farid, declarou: “No domingo, às 7 horas, saberemos se perdemos a guerra”.

 

‘No domingo, às 7 horas, saberemos se perdemos a guerra’, ameaça o colono Asaf Farid1

Em resposta, palestinos mantiveram chamados para comemorações e manifestações e reivindicaram o fim das incitações e invasões coloniais contra o local sagrado.

 

Palestinos de Jerusalém convocam ato para reagir aos planos de invasão colonial a Al-Aqsa

Após sucessivas marchas de colonos ilegais para invadir Al-Aqsa — frustradas pela presença islâmica, apesar de forte escolta da polícia sionista —, a violência propagou-se à Faixa de Gaza, que permaneceu por dez dias sob pesado bombardeio de Israel.

Não obstante, uma brutal invasão colonial a Al-Aqsa deflagrou-se no 28°dia do Ramadã — isto é, 10 de maio deste ano.

No recente contexto, as autoridades da ocupação israelense prenderam ao menos cinquenta palestinos em Jerusalém e Cisjordânia ocupada, somente nas últimas horas, segundo comunicado emitido hoje (22) pelo Clube dos Prisioneiros Palestinos.

LEIA: Forças israelenses invadem a Mesquita Al-Aqsa após milhares de pessoas comemorarem a “vitória da resistência”

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments