Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Tunísia anuncia lockdown de uma semana, incluindo Eid

Pessoas usando máscaras fazem fila em frente às lojas depois que medidas contra o novo coronavírus começaram a ser levantadas em Túnis, Tunísia, em 11 de maio de 2020 [Yassine Gaidi/Agência Anadolu]
Pessoas usando máscaras fazem fila em frente às lojas depois que medidas contra o novo coronavírus começaram a ser levantadas em Túnis, Tunísia, em 11 de maio de 2020 [Yassine Gaidi/Agência Anadolu]

O primeiro-ministro tunisiano, Hichem Mechichi, anunciou na sexta-feira uma quarentena abrangente de sete dias, incluindo Eid Al-Fitr e locais de culto de encerramento.

Mechichi anunciou em uma entrevista coletiva que o governo havia aprovado um bloqueio geral no país de 9 a 16 de maio, incluindo o Eid Al-Fitr, para limitar a disseminação do coronavírus.

O primeiro-ministro tunisino exortou os cidadãos a cumprirem a decisão e a não trocar visitas durante o feriado religioso.

Ele alertou que a situação epidemiológica na Tunísia é “perigosa, e o país está ameaçado por uma crise de saúde que pode ser a mais ameaçadora de sua história”, destacando a necessidade de estarmos atentos à gravidade da situação.

LEIA: Egito à beira da terceira onda covid

O porta-voz do governo, Hasna Bin Sulaiman, explicou durante a mesma entrevista coletiva: “As medidas que acompanharão a quarentena abrangente são a proibição de movimentos entre as províncias e todas as formas de encontros (sociais, culturais, esportivos).”

Bin Sulaiman também anunciou o fechamento de locais de culto, mercados diários e semanais e grandes lojas comerciais, enquanto mantém a quarentena obrigatória de sete dias para todos os viajantes ao país.

O Eid Al-Fitr está previsto para começar na próxima quinta-feira (13 de maio) na Tunísia e na maioria dos países muçulmanos.

De acordo com os dados mais recentes, o número de infecções por coronavírus na Tunísia atingiu 318.236, incluindo 11.277 mortes e 274.270 recuperações.

O número total de tunisianos totalmente vacinados chega a 114.000, de acordo com estatísticas oficiais.

LEIA: A comunidade islâmica brasileira recebe o mês de Ramadã

Categorias
ÁfricaCoronavírusNotíciaTunísia
Show Comments
Show Comments