Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Prisão de Zaghari-Ratcliffe equivale a tortura, denuncia chanceler britânico

Secretário de Relações Exteriores do Reino Unido Dominic Raab em Londres, 25 de março de 2021 [David Cliff/Agência Anadolu]
Secretário de Relações Exteriores do Reino Unido Dominic Raab em Londres, 25 de março de 2021 [David Cliff/Agência Anadolu]

O Secretário de Relações Exteriores do Reino Unido Dominic Raab afirmou neste domingo (2) que as sucessivas sentenças contra a cidadã anglo-iraniana Nazanin Zaghari-Ratcliffe equivalem a tortura, segundo informações da agência Anadolu.

Em entrevista ao programa Andrew Marr Show, da rede BBC, Raab acusou Teerã de usar a profissional humanitária como vantagem para obter concessões do governo britânico, muito embora sua libertação imediata e incondicional seja uma obrigação do Irã.

“Nazanin é mantida ilegalmente, do meu ponto de vista, conforme a lei internacional”, afirmou Raab. “Penso que é tratada da forma mais abusiva possível, equivalente a tortura”.

Prosseguiu: “É evidente que [Nazanin] é submetida a um jogo de gato e rato que os iranianos, ou certamente parte do sistema, engajam-se para tentar obter vantagens no Reino Unido”.

LEIA: TV do Irã confirma troca de prisioneiros com EUA; Zaghari-Ratcliffe será também libertada

O regime iraniano é acusado de utilizar a detenção da cidadã binacional como moeda de troca em uma disputa com Londres sobre supostas dívidas não pagas, à medida que continuam as negociações internacionais pela retomada do acordo nuclear de 2015.

Nazanin Zaghari-Ratcliffe foi presa em 2016, acusada de espionagem em nome de potências ocidentais e disseminação de propaganda contra o regime — alegações que nega.

Após cinco anos detida, em março, Nazanin foi transferida à prisão domiciliar. Em 26 de abril, foi novamente condenada a um ano de cadeia, sob acusações de propaganda contra o regime.

Manifestantes protestam em solidariedade à cidadã anglo-iraniana Nazanin Zaghari-Ratcliffe, em Londres, 21 de fevereiro de 2018 [Leon Neal/Getty Images]

Richard Ratcliffe, marido de Nazanin, agradeceu os comentários do chanceler britânico ao descrevê-los como uma “linha vermelha em termos legais e retóricos”.

“Isso tem peso na lei internacional”, afirmou Richard à BBC. “Todos os estados, incluindo o Irã, têm obrigação de banir a tortura. Não é possível desfazer a tortura cometida contra Nazanin, mas o governo pode garantir que o mesmo não aconteça a outros”.

Segundo reportagem da rede Sky News, a televisão estatal iraniana alegou que Londres concordou em pagar US$552 milhões em dívidas militares para libertar Nazanin.

“A soltura de Zaghari-Ratcliffe em troca do pagamento britânico de uma dívida de US$552 milhões ao Irã será também concluída”, prometeu um oficial anônimo.

Os mesmos relatos indicaram que Teerã e Washington concordaram em realizar uma troca de prisioneiros condicionada à liberação de US$7 bilhões de recursos congelados da república islâmica em instituições sediadas nos Estados Unidos.

LEIA: Washington nega reportagem da mídia estatal iraniana sobre troca de prisioneiros acordada

Categorias
Europa & RússiaIrãNotíciaOriente MédioReino Unido
Show Comments
Show Comments