Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Colonos ilegais tomam quinze casas palestinas em Jerusalém ocupada

Colonos israelenses reúnem-se em frente a uma casa palestina, no bairro predominantemente árabe de Silwan, em Jerusalém Oriental ocupada, 9 de novembro de 2020 [Ahmad Gharabli/AFP via Getty Images]
Colonos israelenses reúnem-se em frente a uma casa palestina, no bairro predominantemente árabe de Silwan, em Jerusalém Oriental ocupada, 9 de novembro de 2020 [Ahmad Gharabli/AFP via Getty Images]

Colonos ilegais israelenses expropriaram quinze casas palestinas no distrito predominantemente árabe de Silwan, em Jerusalém Oriental ocupada, reportou o Centro de Informações Palestino, ao colher dados da emissora israelense Channel 7.

Segundo os relatos, os colonos instalaram bandeiras israelenses sobre as quinze casas de Silwan, após a organização Ateret Cohanim confiscá-las e entregá-las a famílias judaicas.

A Ateret Cohanim é um grupo colonial sionista com apoio do governo, sediado no Quarteirão Islâmico da Cidade Velha de Jerusalém. A entidade opera ativamente no chamado processo de judaização da cidade sagrada, ao expulsar residentes nativos de suas casas.

A emissora israelense destacou que as quinze residências expropriadas juntam-se a 22 outras recentemente apreendidas pela Ateret Cohanim.

A partir de 2004, a fundação Ateret Cohanim passou a abordar cortes da ocupação israelense para apoderar-se de casas e propriedades palestinas e deslocar deliberadamente famílias locais, sobretudo em Silwan e outros bairros do território ocupado de Jerusalém.

LEIA: Moradores de Sheikh Jarrah querem que sua voz alcance o mundo

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments