Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Irlanda aprova financiamento de $ 21 milhões para UNRWA

Trabalhadores da UNRWA preparam ajuda para distribuição às famílias em Gaza em 14 de janeiro de 2020. [Ali Jadallah/Agência Anadolu]
Trabalhadores da UNRWA preparam ajuda para distribuição às famílias em Gaza em 14 de janeiro de 2020. [Ali Jadallah/Agência Anadolu]

O ministro irlandês de Negócios Estrangeiros anunciou uma contribuição de três anos para a Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Oriente Próximo (UNRWA, na sigla em inglês).

A Irlanda doará 6 milhões de euros (7 milhões de dólares) por ano para a agência entre 2021 e 2023, com o objetivo de ser o que o governo irlandês descreveu como “necessidades de desenvolvimento dos refugiados em todos os campos de operação da UNRWA na Jordânia, no Líbano, na Síria, na Cisjordânia e na Faixa de Gaza”.

O pacote de ajuda humanitária chega em um momento crítico tanto para os refugiados palestinos quanto para a UNRWA. Em Gaza, refugiados foram submetidos aos efeitos do cerco devastador de Israel por 13 anos. Na Síria, 91% das famílias de refugiados palestinos vivem em pobreza absoluta. No Líbano, mais de 89% dos refugiados palestinos deslocados da Síria estão em necessidade crítica de assistência humanitária sustentada.

“A Irlanda é um apoiador de longa data do trabalho da UNRWA na prestação de serviços aos refugiados da Palestina. Estou muito satisfeito por ter acordado um pacote de apoio de três anos que ajudará a dar à agência um grau de certeza financeira durante um período extremamente difícil”, declarou o ministro das Relações Exteriores, Simon Coveney.

LEIA: Refugiados de Gaza protestam contra cortes ao socorro alimentar da UNRWA

Ele acrescentou: “A pandemia de covid-19 teve um impacto devastador sobre uma população já vulnerável de refugiados. Os serviços da UNRWA fornecem uma tábua de salvação vital para comunidades que enfrentam condições de vida superlotadas, estresse físico e mental, dificuldades socioeconômicas e insegurança alimentar”.

A Irlanda, em particular, tem apoiado abertamente a causa palestina. As origens dessa solidariedade vêm tanto das semelhanças quanto das diferenças entre as lutas nacionais da Irlanda e da Palestina.

O Departamento de Relações Exteriores da Irlanda disse que o apoio ao povo palestino reflete o compromisso de longa data do governo com a justiça para o povo palestino e com o desenvolvimento de um Estado palestino viável e soberano ao lado de Israel.

“O apoio da Irlanda será usado pela UNRWA para atender às necessidades humanitárias e de desenvolvimento dos refugiados nos campos de operação da UNRWA na Jordânia, no Líbano, na Síria, na Cisjordânia e na Faixa de Gaza”, acrescentou o Departamento de Relações Exteriores da Irlanda em um comunicado.

A UNRWA foi criada em 1949 para fornecer assistência e proteção aos refugiados palestinos que foram forçados a deixar suas casas antes da criação do Estado de Israel.

A organização oferece atualmente seus serviços a cerca de 5,3 milhões de refugiados palestinos nos territórios ocupados, Jordânia, Líbano e Síria.

A salvação da UNRWA está diminuindo devido aos cortes feitos pela administração Trump. [AlArabi21News/Twitter]

A salvação da UNRWA está diminuindo devido aos cortes feitos pela administração Trump. [Arabi21News/Twitter]

Categorias
Europa & RússiaIrlandaIsraelNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente MédioPalestina
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments