Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Onze milhões de empregos de tempo integral foram perdidos no MENA devido à covid-19, diz a UNICEF

Tunisianos protestam contra o desemprego e a pobreza e enfrentam forças de segurança na cidade central de Kasserine, em 21 de janeiro de 2016. [Mohamed Khalil/AFP via Getty Images]
Tunisianos protestam contra o desemprego e a pobreza e enfrentam forças de segurança na cidade central de Kasserine, em 21 de janeiro de 2016. [Mohamed Khalil/AFP via Getty Images]

A pandemia de coronavírus levou à perda de 11 milhões de empregos em tempo integral na região MENA, diz uma nova publicação divulgada pela UNICEF.

De acordo com o relatório Covid-19 2020 da UNICEF para o Oriente Médio e Norte da África, o equivalente a 11 milhões de empregos em tempo integral foram perdidos na região MENA como resultado da pandemia causada pelo coronavírus. Isso aumentou o número de crianças que vivem em famílias com problemas monetários para 60,1 milhões em comparação com 50,4 milhões antes da pandemia, segundo estimativas modeladas apresentadas pela UNICEF e pelo Save the Children.

O primeiro trimestre de 2021 testemunhará um foco no apoio contínuo para entidades nacionais de saúde, bem como a implantação da vacina de covid-19 na região, explicou o relatório.

Ao longo de 2020, havia 4.536.677 casos confirmados de coronavírus na região MENA, com um total de 112.208 mortes em 2 de janeiro de 2021, de acordo com o relatório.

LEIA: Unicef demanda repatriação de crianças detidas na Síria

Categorias
CoronavírusNotíciaOrganizações InternacionaisUNICEF
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments