Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Houthis assumem responsabilidade por ataques na Arábia Saudita

Combatentes houthis inspecionam armas instaladas em caminhonetes militares durante uma reunião tribal em Sanaa, Iêmen, 1° de agosto de 2019 [Mohammed Hamoud/Getty Images]
Combatentes houthis inspecionam armas instaladas em caminhonetes militares durante uma reunião tribal em Sanaa, Iêmen, 1° de agosto de 2019 [Mohammed Hamoud/Getty Images]

O grupo iemenita houthi assumiu ontem (28) a responsabilidade por uma série de ataques a drone e mísseis balísticos na Arábia Saudita, além de ameaçar novas ofensivas.

Segundo a emissora de televisão houthi Al-Masirah, o porta-voz do grupo Yahya Al-Saree declarou: “A operação foi executada com um míssil balístico e quinze drones … com alvo marcado em áreas sensíveis de Riad, capital do inimigo”.

“Nossas operações continuarão e deverão expandir-se, enquanto continuar a agressão e o cerco contra nosso país”, prosseguiu Al-Saree. “As operações são uma resposta à escalada da coalizão [saudita] e seu cerco continuado contra o nosso povo”.

A emissora estatal saudita Al-Ekhbariya alegou que forças de defesa do reino interceptaram parte do ataque houthi, mas fragmentos do míssil atingiram diversos bairros de Riad, danificando ao menos uma casa. Nenhuma baixa foi confirmada.

A coalizão saudita afirmou ainda ter interceptado seis drones militares houthis, cujos alvos incluíam as cidades de Khamis Mushait e Jizan, no sul do país.

O Iêmen é assolado pela guerra desde 2014, quando rebeldes houthis, ligados ao Irã, tomaram grande parte do país, incluindo a capital Sanaa. A violência escalou em 2015, quando uma coalizão militar liderada pela Arábia Saudita interveio no país.

LEIA: Legisladores norte-americanos questionam Biden sobre plano para impedir ‘operações ofensivas’ sauditas no Iêmen

Categorias
Arábia SauditaIêmenNotíciaOriente Médio
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments