Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Cônsul britânico em Jerusalém condena assentamentos de Israel

Philip Hall, cônsul-geral do Reino Unido para Jerusalém, em evento do Dia do Empreendedorismo Palestino, em Londres, 14 de junho de 2019 [Jehan Alfarra/Monitor do Oriente Médio]
Philip Hall, cônsul-geral do Reino Unido para Jerusalém, em evento do Dia do Empreendedorismo Palestino, em Londres, 14 de junho de 2019 [Jehan Alfarra/Monitor do Oriente Médio]

Philip Hall, cônsul-geral do Reino Unido para Jerusalém ocupada, condenou os assentamentos israelenses nos territórios palestinos como “ilegais” e “obstáculo à retomada das conversas de paz”, em comentário à emissora por satélite oficial palestina, na manhã de hoje (15).

O diplomata afirmou que seu país sempre foi franco com os políticos israelenses sobre a necessidade de interromper todas as atividades coloniais na Palestina ocupada para chegar a uma solução viável, reportou o Centro de Informações Palestino.

Hall reiterou a preocupação de seu país sobre a exposição de cidadãos palestinos nas áreas ocupadas à violência contínua conduzida por colonos judeus e destacou os últimos cinco anos na região como particularmente difíceis.

Segundo o cônsul britânico, neste período, não houve nenhum prospecto de melhora da situação em campo, sobretudo após o governo do ex-Presidente dos Estados Unidos Donald Trump reconhecer Jerusalém como capital “eterna e indivisível” de Israel.

Hall também declarou que o Reino Unido rejeita tais medidas e mantém seu apoio à Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina (UNRWA), a fim de manter serviços essenciais de saúde e educação ao povo palestino.

LEIA: Tanques de Israel invadem Gaza e abrem fogo contra agricultores

Categorias
Ásia & AméricasEstados UnidosEuropa & RússiaIsraelNotíciaOriente MédioPalestinaReino Unido
Show Comments
Expulsão dos Palestinos, O conceito de 'transferência' no pensamento político sionista (1882-1948)
Show Comments