Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Argélia declara estado de emergência sobre surto de gripe aviária

Frango sentado em uma fazenda perto da cidade de Jamasa, a 170 km ao norte do Cairo, em 28 de abril de 2007. [Khaled Desouki/AFP via Getty Images]
Frango sentado em uma fazenda perto da cidade de Jamasa, a 170 km ao norte do Cairo, em 28 de abril de 2007. [Khaled Desouki/AFP via Getty Images]

A Argélia declarou estado de emergência na terça-feira (9) devido a um surto de gripe aviária no nordeste do país.

O ministro da Agricultura, Abdelhamid Hamdani, anunciou o estado de emergência em entrevista coletiva.

Ele disse à Agência Anadolu: “A fonte deste vírus são as aves migratórias e nós [a Argélia] colocamos todas as regiões em alerta antes de qualquer emergência”.

Hamdani mais tarde sublinhou que “a epidemia foi contida na cidade de Ain Fakroun”, onde o surto começou.

A cepa H5N8 é fatal para pássaros, mas nenhum caso de transmissão em humanos foi relatado.

A declaração veio depois que a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), com sede em Paris, confirmou o surto de gripe aviária H5N8 em uma fazenda em Ain Fakroun, na província de Oum Al Bugahi, na Argélia, na terça-feira.

A OIE disse que o surto já matou 50.000 aves na fazenda e que as 1.200 aves restantes do bando foram abatidas, informou a Reuters.

A Direção Geral de Serviços Veterinários e Florestas da Argélia estabeleceu um sistema de monitoramento no país para prevenir a propagação da doença.

LEIA: Argélia afirma que França deve ser responsabilizada por lixo nuclear no Saara

O sistema de monitoramento permanecerá em vigor até que as aves migratórias, que supostamente transportaram a doença para a Argélia, retornem ao norte na primavera.

Os serviços veterinários em todo o país foram instruídos a continuar pesquisando as aves em busca de possíveis sintomas da doença.

Uma grande operação desinfetante foi realizada na província de Oum Al Bugahi depois que 1.200 aves foram sacrificadas, em um esforço para eliminar a doença.

O diretor de serviços agrícolas da província de Oum Al Bugahi disse que uma pesquisa realizada depois que a área foi desinfetada “não revelou nenhum outro surto”.

Desde novembro, vários países ao redor do mundo, incluindo Rússia, Índia, Israel e muitos países europeus, relataram surtos de várias cepas da gripe aviária.

Na França, milhões de patos foram abatidos para impedir a propagação da cepa virulenta da gripe aviária, que atingiu as fazendas de aves no sudoeste do país em dezembro.

A cepa H5N8 foi detectada pela primeira vez em um pássaro em uma loja de animais na ilha mediterrânea da Córsega em novembro, antes de se espalhar para o continente europeu, informou o Guardian.

LEIA: Argélia apela aos países do Sahel que usem recursos próprios para defesa

Categorias
ÁfricaArgéliaEuropa & RússiaFrançaNotícia
Show Comments
Show Comments