Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Baleia encalhada é resgatada em porto de Omã

Uma baleia jubarte, espécie em risco de extinção no Mar Árabe, é resgatada após encalhar no Porto de Duqm, em Omã [Porto de Duqm/Twitter]
Uma baleia jubarte, espécie em risco de extinção no Mar Árabe, é resgatada após encalhar no Porto de Duqm, em Omã [Porto de Duqm/Twitter]

Uma baleia jubarte característica do Mar Árabe, espécie em grave risco de extinção, foi resgatada após encalhar na costa do Porto de Duqm, em Omã, em janeiro.

Esforços de especialistas e voluntários foram exitosos em libertar a baleia e devolvê-la à natureza, após ficar presa em uma rede por mais de dois dias.

A operação de resgate foi realizada pela rede de serviços ambientais Five Oceans em cooperação com a Autoridade Ambiental, Guarda Costeira, Força Aérea Real de Omã, além da companhia do Porto de Duqm.

Foi fundamental também o apoio da Sociedade Ambiental de Omã (ESO).

Suaad Al-Harthi, diretora executiva da ESO, afirmou: “Baleias jubartes do Mar Árabe são as únicas espécies não migratórias dentre as jubartes, endêmicas da região. Infelizmente, estimamos que há menos de cem espécimes restantes, então cada indivíduo é ainda mais precioso para garantir seu futuro”.

Porto de Duqm agradece a equipe que garantiu o resgate do espécime em extinção

“Gostaríamos de expressar nossa sincera gratidão à dedicada equipe de especialistas que trabalhou sob orientação da Comissão de Baleias da Rede de Resposta a Encalhamento Internacional, além do Porto de Duqm, a Guarda Costeira e a Força Aérea de Omã, que apoiaram tais esforços”, prosseguiu Al-Harthi.

“Sem eles nesta missão, não haveria sucesso”, reiterou.

LEIA: Catar e Omã recebem vacina da Pfizer nesta semana

Segundo o jornal Times of Oman, Aida Al Jabri, especialista em oceanografia da Autoridade Ambiental do país, declarou: “Ficamos felizes em liderar os esforços em Omã e gostaríamos de lembrar a todos da responsabilidade que temos em proteger nossos oceanos e a vida selvagem que os habita”.

A espécie única de baleia jubarte destaca-se por marcas em suas nadadeiras dorsais e barbatana caudal. Foi identificada como parte do banco de dados de mamíferos cetáceos de Omã pela primeira vez em 2010, no Golfo de Masirah, e vista novamente em 2011 e 2014.

No último ano, dois espécimes em ocasiões distintas foram identificados no mesmo porto.

O dócil mamífero que vive no Mar Árabe está sujeito a ameaça de extinção, devido à pesca ilegal e danos causados por equipamentos de pesca abandonados.

Os esforços do governo omanense receberam elogios da Agência Internacional de Proteção às Baleias, reportou a rede Gulf News. Uma carta de agradecimento foi enviada à liderança da Autoridade Ambiental de Omã.

LEIA: Corpo de baleia é removido da Baía do Kuwait

Categorias
NotíciaOmãOriente Médio
Show Comments
Show Comments