Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Déficit comercial do Egito atinge US$38.3 bilhões em 2020

Comércio no Cairo, Egito, 4 de fevereiro de 2014 [Laura Cuttier/Flickr]
Comércio no Cairo, Egito, 4 de fevereiro de 2014 [Laura Cuttier/Flickr]

O déficit da balança comercial do Egito, excluindo a economia do petróleo, chegou a US$38.3 bilhões em 2020, anunciou ontem (19) o Ministério do Comércio e Indústria do país.

Em nota oficial, o ministério reportou que as exportações egípcias não-petroleiras corresponderam a US$25.29 bilhões em 2020, em comparação com o índice de US$46.22 bilhões no ano anterior – isto é, queda de 17%.

“Importações não-petroleiras atingiram US$63.58 bilhões no último ano, queda de 12% em relação aos US$71.86 bilhões em 2019 no total das importações do Egito”, prosseguiu a nota.

Desde 2014, quando o presidente e general Abdel Fattah el-Sisi tomou o poder via golpe militar, o governo egípcio luta para restaurar a economia do país, com foco em tentativas para aumentar as exportações e diminuir as importações.

Em novembro, o Fundo Monetário Internacional (FMI) declarou que a economia egípcia apresentou dados “melhores do que o esperado, apesar do coronavírus”, segundo informações da Reuters. Contudo, a situação social no Egito continua em declínio.

LEIA: Segurança egípcia prende chef por causa de bolos de aniversário “imorais” em formato de pênis

Categorias
ÁfricaEgitoNotícia
Show Comments
Show Comments