Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

EUA retiram últimas tropas da Somália

O secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, o vice-presidente do Estado-Maior Conjunto dos EUA, General James Cartwright, o comandante cessante do Comando da África, General dos EUA, General William Ward, e o próximo comandante do Comando da África, General Carter Ham, participam da cerimônia de mudança de comando do AFRICOM, em 9 de março de 2011, em Sindelfingen, perto de Stuttgart, Alemanha. [Mandel Ngan-Pool/Getty Images]
O secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, o vice-presidente do Estado-Maior Conjunto dos EUA, General James Cartwright, o comandante cessante do Comando da África, General dos EUA, General William Ward, e o próximo comandante do Comando da África, General Carter Ham, participam da cerimônia de mudança de comando do AFRICOM, em 9 de março de 2011, em Sindelfingen, perto de Stuttgart, Alemanha. [Mandel Ngan-Pool/Getty Images]

Os EUA retiraram completamente as suas tropas da Somália, anunciou ontem (18) o Comando dos EUA para a África (AFRICOM).

“O reposicionamento das tropas foi concluído antes do prazo de uma diretriz presidencial em dezembro passado ordenando a remoção das tropas até meados de janeiro”, disse o porta-voz do AFRICOM, Christopher Karns, ao Russia Today (RT), observando que ainda havia uma presença “muito limitado” dos EUA na Somália.

Ele ressaltou que seu país continuará a se envolver com as forças somalis e a manter pressão contra o grupo militante Al-Shabaab.

“Nosso propósito continua fixo e focado no Al-Shabaab”, afirmou Karns, acrescentando que “não seria sensato que eles nos testassem”.

Autoridades americanas afirmaram recentemente que a maior parte do pessoal seria reposicionada para países vizinhos, incluindo o Quênia. No entanto, Karns não forneceu um detalhamento de para onde as forças dos EUA foram movidas na África, “devido às operações em andamento”.

LEIA: Al Shabaab assume responsabilidade por ataque contra empresa turca, na Somália

Categorias
ÁfricaÁsia & AméricasEUANotíciaSomália
Show Comments
Show Comments