Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Líbano apresenta queixa oficial à ONU contra violações de Israel

Veículos da força de paz da ONU UNIFIL são vistos de guarda na chegada do comitê libanês e israelense, na região sul de Naqoura, pela fronteira com Israel, Naqoura, Líbano, em 14 de outubro de 2020. [Ali Abdo/Agência Anadolu]
Veículos da força de paz da ONU UNIFIL são vistos de guarda na chegada do comitê libanês e israelense, na região sul de Naqoura, pela fronteira com Israel, Naqoura, Líbano, em 14 de outubro de 2020. [Ali Abdo/Agência Anadolu]

O Líbano apresentou uma queixa oficial à Organização das Nações Unidas (ONU) contra as contínuas violações da soberania do país por Israel, informou a Agência Nacional de Notícias do Líbano.

Na terça-feira, a agência revelou que o Ministério das Relações Exteriores libanês submeteu uma reclamação oficial ao Secretário-Geral da ONU António Guterres e ao Conselho de Segurança da ONU, com base nas diretrizes do presidente do país, Michel Aoun.

A denúncia afirmava: “Os ataques israelenses à soberania libanesa, através das contínuas e graves violações do espaço aéreo que vinham ocorrendo por dias, constituem uma violação flagrante da Resolução 1701 do Conselho de Segurança, que exige que o Conselho de Segurança condene Israel e ponha fim imediatamente às suas violações, a fim de preservar a estabilidade, segurança e paz na região”.

Aviões de guerra israelenses intensificaram recentemente os alvos militares na Síria usando o espaço aéreo libanês, além das violações terrestres e marítimas.

As Forças Armadas Libanesas afirmaram que pelo menos oito violações aéreas foram registradas por aviões de guerra israelenses, que realizaram voos de baixa altitude sobre o sul e o Monte Líbano, em apenas um dia.

“As violações aéreas são acompanhadas por violações marítimas. Uma canhoneira israelense avistada na segunda-feira nas águas territoriais libanesas ao largo de Ras Al-Naqoura em quatro etapas e por uma distância máxima de cerca de 314 metros”, acrescentou.

Em agosto de 2006, o Conselho de Segurança adotou a Resolução 1701, que pôs fim à guerra de 33 dias entre os dois países.

LEIA: Israel espera ‘deflagração majoritária’ com o Hezbollah, segundo reportagem

Categorias
IsraelLíbanoNotíciaONUOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Show Comments