Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Azerbaijão acusa Armênia de violar cessar-fogo em Nagorno-Karabakh

Carro em chamas após forças armênias atingirem a cidade de Barda, na região central do Azerbaijão, em 28 de outubro de 2020 [Arif Hüdaverdi Yaman/Agência Anadolu]
Carro em chamas após forças armênias atingirem a cidade de Barda, na região central do Azerbaijão, em 28 de outubro de 2020 [Arif Hüdaverdi Yaman/Agência Anadolu]

Forças armênias posicionadas no território disputado de Nagorno-Karabakh violaram o cessar-fogo, resultando na morte de quatro soldados azeris, afirmaram autoridades do Azerbaijão, neste domingo (13).

As informações são da agência Anadolu.

Segundo nota conjunta do Ministério da Defesa e do Serviço de Segurança do Estado do Azerbaijão, soldados armênios permanecem na região de floresta da província de Hocavend, apesar de consentirem com a retirada.

O comunicado de imprensa reitera ainda que o governo azeri cumpriu todas as condições da trégua, ao remover todos os grupos armados sob sua jurisdição das áreas em disputa.

LEIA: Irã protesta contra comentários de Erdogan no Azerbaijão

A Rússia, que mediou o acordo, solicitou a retirada das tropas ao emitir mensagens por alto-falantes.

Entretanto, ao invés de deixar o local, forças armênias fortificaram suas posições e atacaram soldados e civis, conforme as recentes acusações do lado adversário.

Segundo os relatos, um ataque armênio na aldeia de Sur, em Hocavend, resultou na morte de três soldados azeris, além de dois civis feridos. Em outro incidente, um soldado e um civil foram mortos perto da cidade de Hadrut, em 8 de dezembro.

O Serviço de Segurança do Estado do Azerbaijão alegou ter executado então uma operação antiterrorismo na área, em resposta aos ataques.

Categorias
ArmêniaÁsia & AméricasAzerbaijãoEuropa & RússiaNotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments