Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Irã protesta contra comentários de Erdogan no Azerbaijão

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan (esq) e o presidente azerbaijani Ilham Aliyev (dir) visitam o túmulo de Heydar Aliyev, ex-presidente do Azerbaijão, em Baku, Azerbaijão em 10 de dezembro de 2020 [Presidência da TUR / Murat Cetinmuhurdar / Agência Anadolu]
O presidente turco Recep Tayyip Erdogan (esq) e o presidente azerbaijani Ilham Aliyev (dir) visitam o túmulo de Heydar Aliyev, ex-presidente do Azerbaijão, em Baku, Azerbaijão em 10 de dezembro de 2020 [Presidência da TUR / Murat Cetinmuhurdar / Agência Anadolu]

O Ministério das Relações Exteriores do Irã convocou o embaixador da Turquia na sexta-feira, após comentários do presidente turco, Tayyip Erdogan, durante uma visita ao Azerbaijão, que Teerã disse ter sido uma intromissão em seus assuntos.

Erdogan recitou um poema azeri-iraniano sobre a divisão do território do Azerbaijão entre a Rússia e o Irã no século XIX. Teerã parecia preocupado que seus comentários pudessem estimular tendências separatistas entre a minoria azeri do Irã.

“O embaixador turco foi informado de que a era das reivindicações territoriais e dos impérios expansionistas acabou”, disse o Ministério das Relações Exteriores em seu site. “O Irã não permite que ninguém se intrometa em sua integridade territorial.”

O ministro das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, tuitou antes: “O presidente Erdogan não foi informado de que o que ele recitou mal em Baku se refere à separação forçada de áreas … da pátria iraniana.” E continuando advertindo que “ninguém pode falar sobre o nosso amado Azerbaijão”, referindo-se à região noroeste do Irã onde vivem muitos de iraniano de etnia azeri.

LEIA: Resolução francesa sobre Nagorno-Karabakh é um desastre, afirma Erdogan

Os azeris falam uma língua muito semelhante ao turco, mas a maioria segue o islamismo xiita, a religião oficial do Irã. A região iraniana do Azerbaijão faz fronteira com o estado independente do Azerbaijão, uma ex-república soviética. A Turquia se tornou um aliado próximo do Azerbaijão, ajudando a obter grandes ganhos territoriais contra os armênios em uma guerra que terminou com um cessar-fogo no mês passado.

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia também convocou o embaixador do Irã em Ancara e protestou contra o presidente Erdogan, informou a agência de notícias estatal Anadolu.

Categorias
ArmêniaÁsia & AméricasAzerbaijãoEuropa & RússiaIrãNotíciaOriente MédioTurquia
Show Comments
Show Comments