Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Cuba, Brasil, Argentina, Venezuela e Chile reafirmam solidariedade ao povo palestino

o presidente Nicolás Maduro lembrou a data através do Twitter e pediu o fim do bloqueio em Gaza imposto por Israel desde 2006
o presidente Nicolás Maduro lembrou a data através do Twitter e pediu o fim do bloqueio em Gaza imposto por Israel desde 2006

Essa semana, vários países da América Latina reiteraram o apoio ao povo palestino com mensagens e eventos, por ocasião do Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino.

Na Venezuela, o presidente Nicolás Maduro lembrou a data através do Twitter e pediu o fim do bloqueio em Gaza imposto por Israel desde 2006. Na publicação ele diz: “No Dia Internacional de Solidariedade ao Povo Palestino, enviamos saudações e nosso apreço a todos aqueles que continuam a resistir com coragem e dignidade. A Venezuela levanta sua voz em rebelião pela nobre causa do Estado da Palestina. Chega de cerco! ”.

O domingo também foi marcado com o evento “Um canto de Solidariedade com a Palestina”, organizado pelo Instituto Simón Bolívar pela Paz e Solidariedade entre os Povos, nos espaços da Casa Amarilla Antonio José de Sucre, em Caracas. Serviu para reiterar o apoio do governo bolivariano à causa do povo palestino, à defesa de sua autodeterminação, paz e respeito pela sua soberania. Durante a atividade cultural o ministro das relações exteriores Jorge Arreaza declarou: “Na Venezuela, a solidariedade com a Palestina está em nosso sangue, carregamos em nossos genes. Foi posto em nós pelo Comandante Hugo Chávez ”. Ele também destacou que “a Venezuela respeita e admira um libertador como Yasser Arafat”, e valoriza os grandes esforços feitos pela liderança palestina, apesar do grande sofrimento do povo palestino que tem sido submetido às mais cruéis condições pelos Estado Sionista de Israel e outros atores internacionais.

LEIA: Sete países da América Latina reiteram apoio à Palestina, durante conferência de solidariedade

A comunidade Palestina no Chile se reuniu no Clube Palestino de Santiago dia 27 para discutir a questão. O deputado Sergio Gahona, presidente do Grupo Interparlamentar Chileno-Palestino prometeu “reiterar e insistir junto ao Ministro das Relações Exteriores e ao Presidente Piñera, a necessidade urgente de tomar ações concretas para defender os direitos dos cidadãos chilenos afetados”, em alusão à decisão do Governo de Israel de anexar grandes áreas em Belén e Beit Jala, onde muitas terras pertencem a chilenos. O presidente da Comunidade Palestina, Maurice Khamis, destacou a importância de comemorar a data, afirmando que “ela simboliza o direito legítimo à liberdade e independência que nosso povo tanto merece e almeja”.

Na Argentina, o Secretariado de Direitos Humanos, liderado por Horacio Pietragalla, se manifestou no Twitter, descrevendo como “um dia de sensibilização sobre os direitos inalienáveis ​​que o povo palestino ainda não conquistou e a necessidade de resolvê-los na agenda internacional.”. A embaixada palestina da Argentina também divulgou um vídeo do Adolfo Perez Esquivel, ganhador do prêmio nobel da paz de 1980, com mensagem de apoio e solidariedade à causa e um vídeo de agradecimento ao apoio dos argentinos feito pela Ahed Tamimi, ex-presa política palestina.

O Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, publicou em sua conta pessoal do Twitter uma mensagem de celebração, dizendo que o país “reitera seu apoio irrestrito a uma solução justa e duradoura que garanta um Estado Palestino nas fronteiras anteriores a 1967, com Jerusalém Oriental como sua capital”.

A celebração continua com a exibição online do documentário Gaza Vive encerrando a programação da sériFe de eventos “América Latina em Solidariedade à Palestina”. O filme retrata a forma como os palestinos se adaptam e resistem ao cerco imposto por Israel. A exibição será amanhã, 2 de dezembro, às 19:30, no Youtube e terá legendas em português.

Filme ‘Gaza vive’, uma homenagem na Semana da Solidariedade

Categorias
América LatinaArgentinaÁsia & AméricasBrasilChileCubaNotíciaOriente MédioPalestinaVenezuela
Show Comments
Show Comments