Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Palestinos condenam atentado em Viena

Coroas de flores em memória às vítimas de um atentado a tiros em Viena, Áustria, 3 de novembro de 2020 [Thomas Kronsteiner/Getty Images]
Coroas de flores em memória às vítimas de um atentado a tiros em Viena, Áustria, 3 de novembro de 2020 [Thomas Kronsteiner/Getty Images]

O movimento de resistência palestino Hamas e a Autoridade Palestina, controlada pelo partido Fatah, condenaram o atentado a tiros em Viena que resultou na morte de quatro pessoas, na segunda-feira (2).

“Intimidar civis e assassinar inocentes não é parte de nenhuma religião e não serve à coexistência”, declarou o Hamas. “Condenamos este ataque chocante e covarde, oferecemos nossas condolências às famílias das vítimas e desejamos uma recuperação rápida aos feridos.”

O movimento sediado em Gaza destacou: “Nós, como palestinos, somos o povo mais consciente sobre os graves perigos do terrorismo, praticados contra nós sistematicamente pela ocupação de Israel, dia após dia.”

O Ministério de Relações Exteriores da Autoridade Palestina expressou “profunda empatia e solidariedade às famílias das vítimas” e reiterou: “Nós, na Palestina, temos confiança de que a Áustria seja capaz de enfrentar estes atos hediondos de terrorismo e superá-los”.

Na segunda-feira, um atirador investiu contra uma multidão no centro de Viena, capital austríaca, antes de ser baleado e morto pela polícia. No dia seguinte, o Daesh (Estado Islâmico) reivindicou responsabilidade pelo ataque.

LEIA: Atentados em Viena e uma “conta” que não fecha

Categorias
ÁustriaEuropa & RússiaNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments