Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

França exorta Turquia a reabrir ‘diálogo responsável’

Presidente da França Emmanuel Macron e Presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan cumprimentam-se durante coletiva de imprensa em Paris, França, 5 de janeiro de 2018 [Ludovic Marin/AFP/Getty Images]
Presidente da França Emmanuel Macron e Presidente da Turquia Recep Tayyip Erdogan cumprimentam-se durante coletiva de imprensa em Paris, França, 5 de janeiro de 2018 [Ludovic Marin/AFP/Getty Images]

Neste sábado (19), o Presidente da França Emmanuel Macron fez um apelo à Turquia para reabrir um “diálogo responsável” sobre os impasses no Mar Mediterrâneo Oriental, segundo informações da agência Anadolu.

Em turco, declarou Macron no Twitter:

Em Ajácio [Córsega], emitimos uma mensagem clara à Turquia: vamos reabrir um diálogo responsável, em boa fé, sem ingenuidade. Este é o mesmo apelo do Parlamento Europeu. Parece ter sido ouvido. Vamos adiante.

 

Na sexta-feira (18), a Turquia acusou Macron de incitar as disputas no Mediterrâneo Oriental e dificultar a solução de problemas.

Em entrevista exclusiva à emissora britânica Channel 4 News, o Ministro de Defesa da Turquia Hulusi Akar alegou que o presidente francês tenta assumir o papel de Napoleão, que morreu há duzentos anos, mas sem força suficiente.

Akar declarou que Macron tenta fazê-lo, ao intervir no Mediterrâneo, para encobrir problemas domésticos na França.

O ministro turco argumentou que seu país defende seus direitos e interesses, ao reiterar a extensão de 2.000 quilômetros de sua costa marítima no Mediterrâneo Oriental.

LEIA: Macron baixou o tom contra a Turquia, mas basta?

Sobre a postura da União Europeia, Akar afirmou não contribuir a soluções e ser parte do impasse. Enfatizou ainda que o bloco europeu não possui qualquer autoridade para impor ou alterar regras e fronteiras na região.

Tensões escalaram recentemente no Mediterrâneo Oriental, devido a disputas sobre a exploração de recursos energéticos na região.

A Grécia contesta a exploração turca e tenta conter o território marítimo da Turquia com base em pequenas ilhas perto da costa do país rival.

A Turquia – país com maior faixa costeira do Mediterrâneo – enviou navios de perfuração, com escolta militar, para explorar sua plataforma continental, ao alegar que tanto Turquia quanto República Turca do Chipre do Norte possuem direitos na região.

Para reduzir tensões, a Turquia fez apelos recentes por diálogo, a fim de garantir o compartilhamento justo dos recursos locais.

Enquanto isso, delegações militares da Turquia e Grécia realizaram encontros técnicos na sede da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), em Bruxelas, Bélgica, a fim de debater modos de reduzir o risco de incidentes e a escalada da disputa no Mediterrâneo Oriental.

LEIA: ‘Você não pode nos dar sermão sobre humanidade’, afirma Erdogan a Macron

Categorias
ChipreEuropa & RússiaFrançaGréciaNotíciaOrganizações InternacionaisTurquiaUnião Europeia
Show Comments
Show Comments