Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Israel ordena aos palestinos que desocupem suas casas em Jerusalém para abrir caminho para colonos

Palestino revista os escombros de sua casa em Silwan, Jerusalém Oriental, após ter sido demolida por forças israelenses, em 26 de agosto de 2013 [Saeed Qaq / Apaimages]
Palestino revista os escombros de sua casa em Silwan, Jerusalém Oriental, após ter sido demolida por forças israelenses, em 26 de agosto de 2013 [Saeed Qaq / Apaimages]

Um tribunal israelense em Jerusalém ordenou na semana passada que famílias palestinas deixem suas casas em Silwan , vizinha da cidade sagrada, para abrir caminho para colonos judeus israelenses.

De acordo com o jornal israelense Haaretz, os beneficiários são associações de colonos que argumentaram que as casas pertenciam a judeus antes de 1948.

O Centro de Informações Wadi Al-Hilwa observou que a família de Izzat Salah estava entre os notificados, recebendo o prazo de até 25 de novembro para evacuar sua casa.

A família mora no local desde 1968. O proprietário, Aref Al-Qara’een, reivindicou-a em 2015 e vendeu-a secretamente para a organização de colonos Elad em 2017.

Elad confiscou todo o edifício, exceto a casa de Salah, porque ele é um “inquilino protegido”.

LEIA: Israel explora normalização para escalar violações contra Al-Aqsa

O advogado da família disse que o Tribunal de Magistrados de Israel, o Tribunal Central e o Tribunal Superior decidiram a favor de Elad, apesar do fato de a família ser classificada como um “inquilino protegido”.

A família palestina disse que foi alvo de repetidos assédios nos últimos anos para ceder sua casa.

A lei israelense permite a devolução de propriedades aos seus proprietários judeus, mas não aos palestinos, legislação que grupos de direita estão usando para expulsar os palestinos de suas casas e mudar a demografia da cidade ocupada.

O grupo de direitos humanos Peace Now disse: “Para cada dunam de terra de propriedade de judeus antes de 1948 que foi perdida na guerra, há centenas de milhares de dunams de terra em Israel que eram propriedade de palestinos antes de 1948 e foram perdidos. A demanda dos colonos para expulsar os palestinos com base na propriedade pré-1948 é uma ameaça estratégica à justificativa moral de centenas de milhares de israelenses que vivem em propriedades e terras que pertenceram aos palestinos. ”

Categorias
IsraelNotíciaOriente MédioPalestina
Show Comments
Show Comments