Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Quase 600 famílias são deslocadas pelas cheias no Iêmen

Edifícios históricos destruídos após fortes chuvas em Sanaa, Iêmen, em 6 de agosto de 2020 [Mohammed Hamoud / Anadolu Agência]
Edifícios históricos destruídos após fortes chuvas em Sanaa, Iêmen, em 6 de agosto de 2020 [Mohammed Hamoud / Anadolu Agência]

Quase 600 famílias foram deslocadas por chuvas fortes e inundações em uma semana no Iêmen, disse a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

A Matriz de rastreamento de deslocamento do IOM (Displacement Tracking Matrix -DTM) constatou que pelo menos 596 famílias – ou 3.567 indivíduos – foram forçados a sair de suas casas pelo menos em uma ocasião durante o período de 2 a 8 de agosto, observando que a cidade de Hudaydah registrou os maiores números de deslocamento com 568 famílias afetados.

De acordo com a organização, de 1º de janeiro a 8 de agosto, a DTM monitorou o deslocamento, pelo menos uma vez, de 18.455 famílias ou 110.730 indivíduos.

Durante semanas, o Iêmen testemunhou fortes chuvas que causaram inundações.

Um funcionário iemenita da Organização para a Preservação das Cidades Históricas do Iêmen (GOPHCY) alertou que cinco mil edifícios na Cidade Velha de Sanaa, que é tombada como Patrimônio da Humanidade, correm o risco de ruir por causa das chuvas.

LEIA: Grupos de direitos humanos pedem ajuda ao Iêmen, devastado por enchentes

Categorias
IêmenIOMNotíciaOrganizações InternacionaisOriente Médio
Show Comments
Show Comments