Portuguese / Spanish / English

Middle East Near You

Senadores dos EUA pressionam Trump para ajudar a libertar filhos de agente saudita

Sarah Al-Jabri, filha de Saad Al-Jabri, ex-agente saudita que vive no exílio em Canadá Canadá, em 25 de maio de 2020 [Twitter]
Sarah Al-Jabri, filha de Saad Al-Jabri, ex-agente saudita que vive no exílio em Canadá Canadá, em 25 de maio de 2020 [Twitter]

Quatro senadores dos EUA assinaram uma carta para exortar o presidente Donald Trump a ajudar a libertar os filhos de um ex-alto funcionário da inteligência saudita que vive exilado no Canadá, informa a Bloomberg.

Segundo a família de Saad Al-Jabri, seus filhos Omar e Sarah, de 22 e 20 anos, foram detidos na Arábia Saudita em março.

Em uma carta endereçada ao presidente na terça-feira, os senadores expressaram preocupação com o caso dos irmãos. O pai deles, Saad, é um parceiro altamente valorizado das agências de inteligência americanas cujo trabalho antiterrorista ajudou a salvar milhares de vidas americanas.

A carta, assinada pelo democrata Patrick Leahy de Vermont, pelo republicano Marco Rubio da Flórida, pelo democrata da Virgínia Tim Kaine e pelo democrata de Chris Chris Van Hollen, foi publicada ontem na conta de Leahy no Twitter.

“Como um oficial de inteligência da Arábia Saudita, o Dr. Al-Jabri foi creditado por ex-funcionários da CIA por salvar milhares de vidas americanas, ao descobrir e impedir planos terroristas”, dizia a carta.

Saad Al-Jabri ocupou um posto de inteligência do gabinete do príncipe herdeiro deposto, Mohammed Bin Nayef, e mora em Toronto desde um golpe de palácio de 2017 em Riad.

O príncipe herdeiro saudita Mohammed Bin Salman vem pressionando o Canadá a extraditá-lo e aumentando a pressão sobre os parentes de Saad, detendo seus filhos adultos, para forçá-lo a retornar ao reino, disse sua família.

LEIA: O sequestro de familiares é a tática de Bin Salman para intimidar dissidentes sauditas

Categorias
Arábia SauditaÁsia & AméricasCanadáEUANotíciaOriente Médio
Show Comments
Show Comments